A cidade amanheceu mais organizada após enfrentar fortes chuvas que causaram transtornos. Com 52 milímetros em menos de uma hora, as autoridades priorizaram a desobstrução de vias cruciais, como as principais acessos ao hospital e ao aeroporto. A mobilização da cidade agora se concentra na recuperação e limpeza, especialmente nas áreas mais impactadas, como Caravelas, Jardim Panorama, Área Central e Veneza.

Apesar das principais vias de acesso estarem desobstruídas, a cidade enfrenta problemas como barro e lama, especialmente em bocas de lobo danificadas. O trabalho preventivo está em andamento, e a população é solicitada a colaborar, evitando áreas críticas e respeitando as orientações das autoridades.

próximo artigoColômbia libera parceria de indígenas e empresas em energia renovável
Artigo seguintePrefeitura de Ipatinga divulga novos telefones da Casa dos Conselhos