Na madrugada desta quarta-feira (3), houve uma intensa operação policial para deter um indivíduo de 23 anos, acusado de agredir sua companheira de 35 anos na rua Toronto, localizada no Vila Militar, em Ipatinga. O suspeito empreendeu fuga em um veículo, portando uma arma de fogo, desrespeitando as ordens das autoridades policiais. Durante a tentativa de captura, ocorreu um confronto armado com os policiais militares, nas imediações do bairro Cidade Nobre, resultando na prisão do acusado.

A ação da polícia foi desencadeada após uma denúncia de agressão e ameaça, enquadradas na Lei Maria da Penha, recebida pelo Centro de Operações da Polícia Militar (COPOM) da região. A vítima relatou que estava em um momento de lazer com o agressor, mas uma discussão foi iniciada devido a uma mensagem encontrada no celular dela.

O suspeito, movido por ciúmes, agrediu fisicamente a mulher e fez ameaças de morte não apenas contra ela, mas também contra sua família. Testemunhas informaram que o acusado, após obter uma arma de fogo, efetuou disparos na rua antes de fugir em um veículo Fiat Stilo vermelho. Durante a fuga, ele continuou a ameaçar a vítima por telefone.

As forças policiais iniciaram uma perseguição ao suspeito em fuga. O Sistema de Câmeras do Cinturão de Segurança registrou o veículo em movimento, sendo posteriormente interceptado pelas equipes policiais no bairro Cidade Nobre. No confronto que se seguiu, o agressor desembarcou do veículo armado, apontando a arma para os policiais, que reagiram efetuando disparos para neutralizá-lo. Nenhum dos envolvidos foi atingido pelos tiros.

Após abandonar o veículo, o agressor tentou fugir a pé, mas acabou sendo detido após invadir uma residência próxima ao campo de futebol do Vila Celeste. Durante a fuga, ele deixou cair a arma do crime, um revólver calibre .32, que foi apreendido pelas autoridades.

O acusado negou as acusações de agressão, atribuindo o incidente aos ciúmes exacerbados de sua companheira. Ele se recusou a realizar o teste do etilômetro, indicando ter consumido bebidas alcoólicas. Além disso, foram identificadas irregularidades no veículo, como documentação atrasada, e o fato de o indivíduo ser inabilitado.

No interior do veículo, foram encontrados uma quantidade de maconha, além de pertences pessoais da vítima. No entanto, a mulher optou por não prosseguir com as acusações contra o agressor, por receio de represálias.

O local foi periciado pela Polícia Civil, e o suspeito, que recusou atendimento médico pelos ferimentos sofridos durante a fuga, foi encaminhado à 1ª Delegacia Regional de Ipatinga, juntamente com os materiais apreendidos. O veículo foi recolhido ao pátio credenciado pelo Detran.

próximo artigoAcidente em Ipatinga: Idoso atropelado na avenida JK recebe socorro imediato
Artigo seguinteGoverno estuda acionar o STF por desoneração da folha dos municípios