Em dezembro, município se programou para atender até 600 pacientes com catarata; No total, 511 compareceram e realizaram o procedimento

A Prefeitura de Coronel Fabriciano, por meio da Secretaria de Governança da Saúde, zerou a fila de cirurgia de catarata. A ação foi planejada para atender 600 pacientes que precisavam passar pela operação, mas somente 511 compareceram. Os procedimentos foram realizados em cinco blocos, com até 120 pacientes, nos dias 17, 19, 26, 27 e 28/12.

 

Os procedimentos são feitos no Centro de Especialidades Médicas (CEM), em funcionamento desde o início deste ano, no bairro Silvio Pereira 2. O CEM conta com bloco cirúrgico completo e é equipado para atender cirurgias desse porte. Antes, as operações eram realizadas no Hospital Dr. José Maria Morais, que agora pode utilizar o bloco cirúrgico para outros tipos de cirurgias eletivas.

 

O secretário de Governança da Saúde, Ricardo Cacau, explica que a ação foi para zerar a fila de cirurgia de catarata.

 

“A Atenção Básica é a responsável pela triagem dos pacientes. E no momento que temos um quantitativo suficiente para fazer a cirurgia, credenciamos o profissional e a equipe para realizá-las. Importante destacar a estrutura do CEM, construído com recursos próprios, que conta com o aparato organizacional que hoje nos permite realizar as cirurgias no CEM, sem precisar utilizar o bloco cirúrgico do HJMM. Enfim, são investimentos em saúde para trazer melhor qualidade de vida para a população”, resume o secretário.

 

Todos os pacientes passaram por avaliações preparatórias e os atendimentos são por ordem de pedido de entrada na Secretaria de Governança da Saúde, após triagem nas Unidades Básicas de Saúde.

 

Somados aos pacientes já atendidos ao longo de 2023, com destaque para ação similar realizada em meados deste ano, a Prefeitura vai atingir a marca de mais de quase mil cirurgias de catarata realizadas.

 

PACIENTES APROVAM

 

Rubia Margaret foi atendida no primeiro grupo de pacientes e está satisfeita com o acolhimento recebido. “Hoje operei do primeiro olho. Foi tudo muito rápido e tranquilo. Fui agenda pela parte da manhã e, antes da hora do almoço, já estarei em casa. Nota 10”, avalia.

 

Para a dona Maria da Conceição a cirurgia foi tranquila e ela se sente feliz. “Fiz de um olho no dia 17 e agora fiz da vista esquerda (28/12). Melhorou demais a minha vida! Tenho muito mais qualidade porque eu me vejo melhor. Antes da operação, a gente toma o anti-inflamatório que também alivia a dor. E depois recebemos o colírio de tratamento para 30 dias”, detalha.

 

Para ter acesso ao programa de cirurgias de catarata, o munícipe deve comparecer à Unidade Básica de Saúde de referência, passar pela equipe médica e aguardar ser chamado para avaliação.

 

CATARATA

A catarata é uma opacificação de uma lente natural do olho, chamada cristalino. Essa lente, com o passar dos anos, vai ficando turva e perde a transparência. A cirurgia, segundo a médica, é a única forma de cura. Não há colírios para catarata. Na cirurgia é retirada a catarata e implantada uma lente intraocular no local, possibilitando que a pessoa enxergue melhor. 

próximo artigoMunicípio de Ipatinga efetua 100% dos pagamentos da Lei Paulo Gustavo
Artigo seguinteMais de 400 emendas ao orçamento 2024 serão apreciadas nesta sexta-feira, 29.