A contratação do atacante argentino Juan Ignácio Dinenno foi vista com bons olhos pelos cruzeirenses e ainda contou com o aval do treinador da Raposa, Nicolás Larcamón. A falta de gols, maior problema vivido pelo clube na última temporada, é ainda uma preocupação da torcida estrelada.

No entanto, o cartão de visitas de Dinenno foi altamente positivo. Foi do argentino o primeiro gol celeste no ano, na vitória por 2 a 1, sobre o Villa Nova, na rodada inaugural do Campeonato Mineiro. E o camisa 9 é também uma esperança de gols da Raposa no clássico contra o Atlético, sábado (3), 19h30, na Arena MRV.

Com um gol marcado, em duas partidas, Dinenno tenta conquistar a confiança do torcedor do Cruzeiro, carente de um camisa 9. A melhor marca alcançada nos últimos 10 anos é de Marcelo Moreno, que, ao lado de Ricardo Goulart, marcou 24 vezes na histórica campanha de 2014.

Edu, atacante que conduziu o time celeste de volta a Série A do Campeonato Brasileiro no ano de 2022 também é outro camisa 9 que figura na lista. O jogador marcou 22 gols na temporada de acesso do clube estrelado.

Neste período, outro que também correspondeu em campo foi Fred. O experiente jogador marcou 21 vezes no catastrófico ano de 2019, quando o Cruzeiro foi rebaixado para a segunda divisão. Leandro Damião, com 15 gols e Bruno Rodrigues, com 13, foram outros jogadores que usaram a 9 celeste e foram artilheiros na temporada.

Considerando os números de Dinenno com a camisa do Pumas, do México, a torcida do Cruzeiro pode se empolgar. O atacante marcou 60 vezes e ainda distribuiu dez assistências em 147 jogos pela equipe mexicana. Além do Pumas, Dinenno defendeu Racing, Temperley e Aldosivi, na Argentina, e Deportivo Cuenca, Barcelona e Deportivo Cali, no Equador.

Veja a lista completa dos maiores artilheiros do Cruzeiro nos últimos 10 anos:

  • 2014: Marcelo Moreno e Ricardo Goulart (24 gols cada)
  • 2015: Leandro Damião (15 gols)
  • 2016: De Arrascaeta (14 gols)
  • 2017: Thiago Neves (17 gols)
  • 2018: De Arrasacaeta e Thiago Neves (15 gols cada)
  • 2019: Fred (21 gols)
  • 2020: Rafael Sóbis (6 gols)
  • 2021: Matheus Barbosa (7 gols)
  • 2022: Edu (22 gols)
  • 2023: Bruno Rodrigues (13 gols)
próximo artigoAtlético x Cruzeiro: venda de ingressos para o clássico começa nesta quarta (31)
Artigo seguinteHulk completa três anos no Atlético nesta semana; relembre a trajetória