Multicampeão pelo Atlético, Hulk completa nesta semana três anos no Galo. O atacante foi anunciado pelo clube alvinegro no dia 29 de janeiro de 2021, tendo sido apresentado oficialmente no dia 5 de fevereiro, com vínculo até 2022.

Desde que chegou ao Galo, Hulk logo conquistou o coração dos atleticanos. Apesar de ter marcado o primeiro gol logo na terceira partida em que atuou, o atacante ficou seis partidas até marcar o segundo tento pelo Atlético. Porém, a partir daí, o jogador não esqueceu mais o caminho do gol.

Hulk é o 21º maior artilheiro da história do Atlético, com 96 gols marcados ao longo destas quatro temporadas. Caso mantenha a média de 31,6 gols por ano, o atacante poderá, em 2024, assumir o 10º lugar no ranking, ultrapassando Nívio, Nílson, Jairo, Éder Aleixo, Tomazinho, Tardelli, Resende, Marcelo, Campos, Alvinho e Paulo Isidoro.

Em 2021, o artilheiro foi um dos principais fatores para que o Atlético conquistasse o triplete alvinegro: Hulk marcou 19 gols no Brasileirão, oito na Copa do Brasil e dois pelo Campeonato Mineiro.

A temporada de Hulk foi tão impressionante que o atacante voltou a ser convocado pela seleção brasileira após cinco anos de ausência da amarelinha. O jogador foi selecionado para as partidas contra o Chile, Argentina e o Peru, em setembro, válidas pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022.

Apesar de não conquistar nenhum título nacional ou continental, Hulk também brilhou em 2022. O atacante foi, mais uma vez, o artilheiro do Galo na temporada, tendo marcado 29 gols ao longo do ano: cinco pela Libertadores, 12 no Brasileirão, um pela Supercopa do Brasil e na Copa do Brasil, além de 10 tentos no Mineiro.

Com vínculo até 2022, o presidente Sérgio Coelho anunciou no dia 16 de março do mesmo ano a prorrogação do contrato com Hulk. O novo vínculo, que permanece em vigor, vale até o final de 2024, com possibilidade de prorrogação por mais uma temporada, caso o atleta atinja um número mínimo de jogos neste ano.

A primeira temporada em que Hulk vivenciou uma “sombra” no Atlético foi em 2023, após a chegada de Paulinho. Os dois atacantes se destacaram como a melhor dupla do futebol brasileiro, com o veterano marcando 30 gols e o estreante cravando 31 tentos.

Títulos 

  • Campeonato Brasileiro (2021)
  • Copa do Brasil (2021)
  • Supercopa do Brasil (2022)
  • Campeonato Mineiro (2021, 2022 e 2023)
próximo artigoEsperança de gols da torcida, Dinenno é a arma ofensiva do Cruzeiro no clássico
Artigo seguinteManutenção da queda dos juros dependerá do exterior, diz Haddad