Diretores Victor Rios, Pedro Martins e Paulo Autuori — Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Um dos preceitos da gestão de Ronaldo Nazário é melhorar o elenco principal do Cruzeiro a cada temporada, e a tendência, com o passar do tempo, é que as mudanças sejam menos drásticas. Isso já se reflete agora, quando a SAF vai para o seu terceiro ano (2024) e inclina a mexer menos no time.

Até o momento, foram confirmadas apenas três contratações: do zagueiro Zé Ivaldo e dos atacantes Gabriel Veron e Rafa Silva. O goleiro Léo Aragão vem para compor elenco, enquanto o centroavante Juan Dinenno está praticamente acertado para ser o ‘9’ esperado pela China Azul.

Mercado da Bola: quem chega ao Cruzeiro, quem sai e bastidores de negociações

Por outro lado, já há cinco saídas certas: do goleiro Gabriel Mesquita, do zagueiro Luciano Castan, dos meio-campistas Matheus Jussa e Nikão e do atacante Bruno Rodrigues. As movimentações, no entanto, deverão crescer e se estender nos três primeiros meses do ano – a primeira janela de transferências no futebol brasileiro será entre 11 de janeiro e 7 de março.

Alguns jogadores a Raposa não se vê sem, como o goleiro Rafael Cabral, os laterais William e Marlon, o volante Lucas Silva e os avançados Arthur Gomes e Matheus Pereira. Com exceção do arqueiro, todos eles chegaram à Toca neste ano e são considerados negócios acertados.

Início de 2023
Após vencer o título do Campeonato Brasileiro Série B em 2022, a diretoria praticamente remontou o elenco. Na primeira janela de transferências, foram 18 contratações, para todas as posições – são quase dois times inteiros. As saídas foram praticamente na mesma proporção.

Na época, poucos atletas chegaram com a alcunha de titulares. Eram os casos dos atacantes Gilberto e Wesley e dos meio-campistas Ramiro, Mateus Vital e Nikão. Enquanto a maioria não correspondeu às expectativas, outros surpreenderam e alcançaram os seus espaços, como Castan, William e Marlon.

próximo artigoAtlético quebra sequência de trocas e terá virada inédita em cinco anos
Artigo seguinteAmérica, Atlético e Cruzeiro declaram apoio a candidato a presidente da CBF