O técnico Felipão tem contrato com o Atlético até dezembro de 2024 — Foto: Pedro Souza/Atlético

O planejamento feito pela diretoria alvinegra pode ser fundamental para o desempenho da equipe em 2024

Sob o comando do técnico Felipão, o Atlético terá uma virada de temporada inédita nos últimos cinco anos. Desde 2019 o Galo não conseguia iniciar o ano com o mesmo treinador que fechou o anterior. A facilidade para planejar 2024 pode ser fundamental para o desempenho da equipe na temporada.

A última vez que o Atlético conseguiu esse feito foi na virada de 2018 para 2019, quando Levir Culpi foi mantido no comando da equipe. Naquele ano, o Galo terminou o Campeonato Brasileiro na sexta posição e classificado para a Pré-Libertadores.

Leia mais: Rodrigo Caetano confirma foco e Atlético não fará ‘loucuras’ no mercado

Desde a saída de Levir, em abril de 2019, o Galo teve outros 10 treinadores, considerando os interinos. Neste período, comandaram o Atlético, nesta ordem: Rodrigo Santana, Vagner Mancini, Rafael Dudamel, James Freitas, Jorge Sampaoli, Cuca, Turco Mohamed, Lucas Gonçalves, Cuca outra vez, Eduardo Coudet e Felipão.

2019/2020: Vagner Mancini, contratado na reta final do Campeonato Brasileiro, não teve o contrato renovado. O técnico venezuelano Rafael Dudamel foi contratado e iniciou o ano alvinegro.

2020/2021: no fim da temporada 2020 (já em fevereiro de 2021), Jorge Sampaoli pediu demissão e o Atlético contratou Cuca.

2021/2022: apesar da campanha histórica, já no fim de dezembro de 2021, Cuca pediu demissão do Atlético. Às pressas, o Galo contratou Turco Mohamed para o início do ano.

2022/2023: Cuca ainda voltou ao clube no segundo semestre de 2022, tentando melhorar a situação do time, mas não conseguiu. Não permaneceu para o ano seguinte e Eduardo Coudet foi contratado.

2023/2024: com contrato até dezembro de 2024, Felipão foi mantido no cargo de treinador do Galo após seis meses de trabalho.
A permanência do técnico Felipão pode ser fundamental para o desempenho do Atlético na próxima temporada. Sem a necessidade de adaptação e grandes mudanças no elenco, o Galo deve ter mais facilidade para “dar liga” ao longo de 2024, já que não tem o estresse da alteração.

próximo artigoANS define regras para notificação de inadimplente de plano de saúde
Artigo seguinteCruzeiro tende a mexer menos no elenco para 2024; relembre início de 2023