Ministério da Saúde incluiu no Sistema Único de Saúde (SUS) uma nova apresentação de omalizumabe em solução injetável em seringa preenchida para o tratamento de asma alérgica grave não controlada.

A asma é uma doença inflamatória crônica que atinge as vias aéreas inferiores, como traqueia e brônquios. Essas regiões ficam mais sensíveis a diferentes estímulos, levando ao bloqueio do fluxo de ar de forma recorrente e, em geral, reversível.

A inclusão da nova apresentação foi analisada pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (Conitec), que viu a necessidade de atualizar os Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticas (PCDT) para a doença.

Leia o Relatório para a Sociedade com o parecer da Conitec.

Asma

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 235 milhões de pessoas sofrem com a doença no mundo. São cinco as formas mais comuns da doença: alérgica, não alérgica, de início tardio, com limitação do fluxo de ar e com obesidade.

Acesse o “Saúde de A a Z” e saiba mais sobre a asma.

 Nathan Victor
Ministério da Saúde

próximo artigoBlack Friday: cuidados para evitar o endividamento com promoções
Artigo seguinteDiabetes tem tratamento e o diagnóstico precoce evita complicações