Resultados do Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti vão nortear novas estratégias de combate ao vetor da dengue, reforçando ações de comitê especial criado pelo prefeito Gustavo Nunes

A Secretaria de Saúde de Ipatinga iniciou nesta segunda-feira (8) o primeiro Levantamento Rápido do Índice de Infestação do Aedes aegypti (LIRAa) de 2024. Até o dia 12 de janeiro, próxima sexta-feira, mais de 4 mil imóveis serão visitados por equipes compostas por 70 Agentes de Combate a Endemias (ACE’s), supervisores e técnicos.

O prefeito Gustavo Nunes explica que, como ocorre após todos os levantamentos, são realizadas ações direcionadas aos bairros que apresentam maior incidência de infestação. “O LIRAa nos auxilia a nortear as principais ações de combate ao vetor da dengue, chikungunya e zika, o mosquito Aedes aegypti”, observou.

O último LIRA, realizado na primeira semana de novembro de 2023, indicou 3,6% de infestação do mosquito. Esse índice é considerado de médio risco. Segundo os critérios das faixas de avaliação do Ministério da Saúde, o aceitável é abaixo de 1%.

 AÇÕES DE ENFRENTAMENTO E CONTROLE

O secretário de Saúde Walisson Medeiros ressalta a importância das ações de enfrentamento e controle dos criadouros do mosquito Aedes aegypti realizadas durante todo o ano de 2023, bem como as visitas domiciliares e ações continuadas das equipes de Agentes de Combate a Endemias.

“Além das campanhas de educação e prevenção, nossas equipes realizam periodicamente as visitas domiciliares para localização e eliminação dos focos criadouros do Aedes aegypti e orientação da população”, acentua Walisson.

Ele acrescenta ainda: “Infelizmente, constatamos que mais de 80% dos focos são residenciais, passíveis de eliminação, como bebedouros de animais, vasos de plantas e até pequenas tampinhas de garrafas de plástico. Por isso é tão importante a participação de todos”.

ALERTA

Apesar das ações intensivas de combate ao mosquito, os índices de infestação na cidade aumentaram de forma preocupante sobretudo em função das fortes chuvas que caem nas últimas semanas.

Emergencialmente, o prefeito Gustavo Nunes instituiu na última sexta-feira (5) o Comitê Político de Combate às Arboviroses, composto por diversas pastas do Governo, visando enfrentar de maneira abrangente a proliferação dos mosquitos transmissores da dengue, zika e chikungunya no município.

O chefe do Executivo também instituiu o Decreto nº 10.918, que declara situação de emergência no Município de Ipatinga em razão de situação anormal decorrente de iminente perigo à saúde pública, pelo alto índice de infestação do mosquito Aedes aegypti.

próximo artigoAmérica oficializa Cauan de Almeida e anuncia nova comissão técnica
Artigo seguinteSolenidade na 85ª Cia PMMG marca inauguração do novo sistema de videomonitoramento de Timóteo