Ação Educativa promoverá oficinas de arte com foco em educação patrimonial e visita ao Centro de Memória Usiminas para cerca de 20 grupos de escolas da região

Um encontro entre escolas do Vale do Aço, a história, o patrimônio e a arte. Essa é a premissa do Instituto Usiminas na Escola, que teve início na última quarta-feira (7/2), para alunos e professores da Escola Estadual Joaquim Eliziário da Silva, de Santana do Paraíso.  O projeto, realizado pela Ação Educativa do Instituto Usiminas, promoverá oficinas artísticas para cerca de 20 turmas de escolas da região.

O convite é para que a comunidade escolar solte a criatividade e a imaginação por meio da investigação patrimonial, do desenho e da livre criação e expressão, enquanto refletem sobre o acervo do Centro de Memória Usiminas, um dos equipamentos culturais mantidos pela Usiminas, patrocinadora da ação via Lei Federal de Incentivo à Cultura. A iniciativa será realizada em instituições que não estão localizadas Ipatinga, com o objetivo de possibilitar a descentralização das ações de arte-educação para públicos de outras localidades.

A imersão nos temas das exposições permanentes do Centro de Memória Usiminas é completa. Após as oficinas nas escolas, os participantes são convidados a conhecer o Centro de Memória e mergulhar de vez numa viagem no tempo e história local por meio da arte. Para o passeio, o Instituto Usiminas disponibiliza às turmas participantes transporte gratuito para deslocamento.

“Esta ação nos conecta ainda mais com a comunidade escolar. Partimos do ambiente dos alunos para o nosso espaço, numa troca de experiências, vivências, inclusão e formação. O Centro de Memória Usiminas é um espaço rico para ampliação de repertório e despertar do conhecimento para temas diversos”, frisa Penélope Portugal, diretora do Instituto Usiminas.

Centro de Memória Usiminas

O Centro de Memória Usiminas foi inaugurado em 2021. O equipamento cultural fica instalado no prédio que antes abrigava o Grande Hotel Ipatinga, primeiro hotel da cidade. Desde 2000, o local é tombado como Patrimônio Histórico e Artístico Municipal de Ipatinga.

O espaço exibe obras de importantes artistas que compõem o acervo artístico da Usiminas, como Amilcar de Castro, Tomie Ohtake, Bruno Giorgi, Jorge dos Anjos e Franz Weissmann. O Centro de Memória Usiminas conta, ainda, com espaços que valorizam a cultura industrial, conectando a história da industrialização no Brasil, de Ipatinga, da Usiminas e do Grande Hotel.

próximo artigoIpatinga mantém atendimento especial durante o Carnaval para combate às arboviroses
Artigo seguintePAC III dá a largada de Lula nas eleições municipais de Minas Gerais