O Corpo de Bombeiros deve iniciar durante a tarde desta quarta-feira (3 de janeiro) os trabalhos para recuperar o helicóptero que caiu no lago de Furnas, em Capitólio, no Sul de Minas. O acidente ocorreu na manhã desta terça-feira (2). Uma pessoa morreu e outras três ficaram feridas. A causa ainda é investigada.

Conforme o Corpo de Bombeiros, as buscas deverão ser feitas após a liberação da Aeronáutica. Os militares já estão no local do acidente, e contam com o apoio de drones para os trabalhos.

“Os peritos da Força Aérea Brasileira (FAB) devem chegar por volta de 13h no local do acidente. Iremos receber orientações sobre como proceder a reflutuação da aeronave de forma a preservar ao máximo a forma como a aeronave se encontra”, informou, em nota. Acreditamos que até o final da tarde concluiremos as ações no local.

Além dos bombeiros, investigadores do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) e da Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) foram mobilizados para apurar o caso.

Vítimas

O homem que perdeu a vida no acidente é o consultor náutico Vanilton Alves, conhecido como Du Brejo. Ele é morador da cidade e tem uma empresa de aluguel de lanchas. A morte foi confirmada por um familiar dele e pelo Corpo de Bombeiros. Segundo moradores, ele trabalhava para o dono da aeronave que caiu.

Uma jovem de 22 anos, estudante de medicina, foi socorrida para a Santa Casa de Misericórdia de Piumhi. Ela se queixava de dores pelo corpo e não havia suspeita de fraturas. O piloto foi levado por outras pessoas para a mesma unidade de saúde, com suspeita de fratura na coluna. A altura e gravidade da lesão não foram divulgadas.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) levou outra vítima para Passos, no Sul de Minas. Relatos repassados por moradores aos bombeiros indicam que a vítima não apresentava movimento nos membros inferiores. A jovem de 22 anos, e o homem teriam ido passar o Ano-Novo em Capitólio e estariam voltando para Bom Despacho, na região Centro-Oeste de Minas Gerais, quando o acidente aconteceu.

Causas do acidente

A aeronave havia sido fretada para realizar um passeio, e outras programações estavam previstas para ocorrer ao longo do dia, segundo o Corpo de Bombeiros. Os tripulantes não souberam dizer se perceberam algum tipo de pane. A princípio, o helicóptero realizava o primeiro voo do dia. As causas do acidente ainda são investigadas.

Situação do helicóptero

O helicóptero estava em situação regular, conforme dados da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). A aeronave, modelo EC 120 B, foi fabricada em 2009 e podia transportar até quatro pessoas, com peso máximo de decolagem de 1.715 kg.

Segundo o levantamento da Anac, o Certificado de Verificação de Aeronavegabilidade (CVA) da aeronave é válido até o dia 19 de outubro de 2024. O documento assegura que o helicóptero está em condições de aeronavegabilidade, conforme estabelecido pelas autoridades regulamentadoras.

próximo artigoÍdolo do Cruzeiro brinca sobre chegada de reforços: “segredo é alma do negócio”
Artigo seguinteIpatinga segue com trabalhos ininterruptos para combater danos de temporais