Os alunos em formação da Guarda Civil Municipal de Ipatinga participaram, nesta terça-feira (16), de uma ação solidária de doação de sangue, que ocorreu no Hospital Márcio Cunha, com agendamento prévio.

O ato foi motivado inicialmente pelo pedido de ajuda para a paciente Sílvia Andreia Ferreira Soares Barbosa, mas acabou beneficiando também outras pessoas, graças ao volume de doadores.

Segundo estimativas, mais de dez cirurgias podem ser atendidas com o sangue doado pelos guardas municipais. Em determinadas cirurgias, pode haver necessidade de uso de até 20 bolsas de sangue.

Ato de formação

O comandante da GCM de Ipatinga, Levi Sampaio, disse que a atitude cidadã faz parte de valores transmitidos no plano de formação dos alunos e deve ser repetida.

“Primamos pela disciplina e pela empatia. Nossos agentes são capacitados também para prestarem solidariedade e agirem de forma humanitária. Quando recebemos o pedido, de imediato incluímos na nossa programação e a convocação foi muito bem recebida pelos alunos”, disse.

A Guarda Civil Municipal de Ipatinga está no terceiro mês do curso de formação. A previsão de conclusão é em abril, quando os agentes deverão iniciar as atividades.

Fique ligado

Para ser doador, é preciso:

– Estar em boas condições de saúde;
– Pesar mais que 52 Kg;
– Ter comportamento sexual seguro (parceiro(a) sexual fixo(a) e único(a) por, no mínimo, 12 meses consecutivos e/ou sexo protegido com preservativo).
– Ter entre 16 e 69 anos, 11 meses e 29 dias.

próximo artigoAntônio Dias recebe Cultura Japonesa em Minas
Artigo seguinteMenina de 10 anos morre atropelada por ônibus em estacionamento de resort em MG