Fabriciano recebe Festival Dança em Trânsito no dia 7 dezembro com apresentações na Praça da Estação

Por meio do empenho direto da Coordenadoria de Cultura da Secretaria de Governança Educacional e Cultura, Coronel Fabriciano recebe neste dia 7 de dezembro, na Praça da Estação, um dia inteiro de atrações do Festival Dança em Trânsito, apresentado pelo Ministério do Turismo e patrocinado pelo Instituto Cultural Vale, Banco do Brasil, Engie e VW Caminhões e Ônibus.

Depois de apresentar uma edição 100% online em 2020, o festival de dança contemporânea retorna às ruas e palcos do país, visitando 18 municípios de 10 Estados, a maioria cortado pela linha férrea da Vale. Em Coronel Fabriciano haverá espetáculos de companhias do Brasil, Espanha e México. Artistas locais participaram de uma residência de criação e oficinas gratuitas. O resultado também será apresentado na praça.

Uma das principais novidades em 2021 é o Dança em Trânsito Projetado, que marca o hibridismo do novo formato. Com isso, além do público presente, internautas de qualquer lugar do mundo terão acesso às apresentações praticamente em tempo real.

A PROGRAMAÇÃO:

·         8h30: OFICINA COM FLÁVIA TÁPIAS. Dança criativa para o público infanto-juvenil

·         10h: OFICINA COM KIKO LÓPEZ. Participantes com algum conhecimento em técnica de movimento.

·         17h: IMPREVISTO, onde o amor acontece, (Grupo Tápias – BR)

·         17h30: POSTKRIPTUM (Physical Momentum – México)

·         17h45: VERGA (Camaleão Grupo de Dança – BR)

·         19h: RISCO DO ASFALTO (Laso Cia de Dança – Brasil)

·         19h30: SINESTESIA (Iron Skulls Co – Barcelona – Espanha)

·         20h: RESULTADO DA RESIDÊNCIA de criação com Rosa Antuña

DANÇA EM TRÂNSITO

Criado em 2002, o Dança em Trânsito é um festival internacional de dança contemporânea que tem por objetivo valorizar, promover e democratizar esta expressão artística, seja pelo intenso intercâmbio entre artistas e companhias do Brasil e do exterior, como também pela itinerância, percorrendo desde as grandes cidades até pequenas localidades no interior do Brasil, em teatros ou espaços públicos. Sua atuação abrange ainda residências artísticas, com oficinas de criação, e workshops, abrindo canais para novos talentos da dança, e a formação de plateias, estimulando o interesse pelas artes e pela dança.

O festival é parte do projeto Ciudades Que Danzan, que reúne 41 cidades em diversas partes do mundo com o intuito de difundir a dança contemporânea. Desde a sua criação, o Dança em Trânsito já apresentou mais de 90 companhias de 16 países em 18 cidades de nove estados brasileiros, para um público de mais de 48 mil pessoas.

DANÇA EM TRÂNSITO – 19ª edição

Programação completa e inscrições para oficinas: www.dancaemtransito.com.br

próximo artigoCaixa paga Auxílio Brasil a cadastrados com NIS final 8
Artigo seguinteInstituto CENIBRA doa fossas sépticas para Coronel Fabriciano