Antônio Dias, Minas Gerais (MG), Brasil, 03/08/2016 - Trecho da EFVM em Antônio Dias (MG). Foto: Marcelo Coelho.

Neste Carnaval, lembre-se de manter os comportamentos seguros nas proximidades da ferrovia. E para não perder a diversão, confira alguns cuidados necessários nas imediações da Estrada de Ferro Vitória a Minas.

“Ao longo do ano realizamos campanhas e projetos para reforçar a importância dos comportamentos seguros nas proximidades da ferrovia. No Carnaval a atenção deve ser ainda maior, porque a fluxo de pessoas em algumas localidades aumenta. Recomendamos que utilizem apenas caminhos seguros e antes de atravessar a linha é importante parar, olhar e escutar para saber se algum trem se aproxima”, diz Sérgio Costa, gerente de Sustentabilidade da Vale.

De carro, bicicleta ou a pé é preciso ter atenção nas proximidades da linha férrea. De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, os veículos que se deslocam sobre trilhos têm preferência de passagem. Isso porque um trem pesa entre 5 toneladas (vazio) e 26 toneladas (carregado) e não freia como um automóvel. Mesmo após o maquinista aplicar os freios de emergência, a composição pode percorrer longas distâncias antes de parar.

Confira dez dicas de segurança nas proximidades da ferrovia:

1 – Pare, olhe e escute: motoristas, ciclistas e pedestres devem atentar para a sinalização quando estiverem perto da linha do trem;
2 – Não tire fotos sobre a ferrovia. Mesmo após os freios acionados, o trem percorre longas distâncias antes de parar;
3 – Mantenha a distância de, pelo menos, três passos largos (1,5 metro) dos trilhos. O trem é mais largo que a linha férrea;
4 – Só atravesse a linha férrea nos locais autorizados, seguros e sinalizados;
5 – Antes de atravessar, olhe para os dois sentidos e veja se um trem se aproxima. A linha férrea não possui mão e contramão, como as vias rodoviárias;
6 – Se beber, fique longe dos trilhos. Nunca tente cruzar a ferrovia após ter consumido bebida alcoólica. Isso diminui seu nível de atenção e pode causar acidentes;
7 – Oriente as crianças para que elas não brinquem perto da ferrovia;
8 – Não estacione seu carro próximo à linha férrea. Ao ouvir a buzina, fique atento: é sinal de que o trem vai passar;
9 – Não tente passar por baixo dos vagões enquanto o trem está parado. Ele pode se movimentar a qualquer momento;
10 – Evite andar a pé ou de bicicleta próximo à ferrovia e não pegue carona nos vagões.
Em situações de risco próximo à ferrovia, ligue para o Alô Vale (0800 285 7000).

próximo artigoSenado aprova urgência de PL que acaba com “saidinha” de presos
Artigo seguinteFSFX recebe 130 estagiários de medicina e enfermagem