Foto: Reprodução

Com o auxílio de técnicos da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos e Meio Ambiente (Sesuma), o prefeito Nardyello Rocha manteve uma longa reunião de estudos com representantes de moradores, da Rede de Comércio Canaã e da Polícia Militar, na tarde de quinta-feira (22). Durante o encontro, foram projetadas várias ações planejadas pela administração em conjunto com as lideranças da comunidade, visando eliminar congestionamentos de tráfego e melhorar as condições de segurança para motoristas, ciclistas e pedestres em alguns dos principais corredores de tráfego da região.

Os comerciantes e residentes consideraram os avanços muito significativos, lembrando que há pelo menos dois anos aguardavam uma resposta mais consistente do poder público para suas pautas de reivindicações. A definição de medidas a serem adotadas para dar maior fluidez ao trânsito, sobretudo em horários de pico, é o desdobramento de uma discussão da qual o governo municipal tem participado nos últimos meses com os setores organizados do Canaã. No último dia 2 de outubro, na sequência de reunião realizada em 18 de setembro, em seu gabinete, o prefeito esteve pessoalmente no bairro, percorrendo várias áreas de conflito no tráfego, para conhecer de perto os problemas. A partir desta verificação, a administração passou a planejar uma série de intervenções pontuais envolvendo a avenida Selim José de Salles, ruas paralelas e transversais, tendo recebido já em 5 de outubro, uma vez mais, os representantes do bairro. Algumas simulações foram feitas para testar a eficácia das mudanças. “As alterações nem sempre agradam a todos, aliás, isto é praticamente impossível, já que as necessidades particulares são específicas. Em primeiro lugar, estamos levando em conta os interesses da coletividade”, enfatizou o prefeito.

Algumas das principais ações projetadas, a curto e médio prazos, são a inversão de sentidos e estabelecimento de mão única em algumas vias, racionalização e sinalização de contornos, incremento do sistema de Onda Verde nos semáforos, instalação de passagens elevadas e a implantação de duas rotatórias, uma na altura da loja maçônica e outra próxima ao posto Bretas, área de acesso também a uma universidade.

Uma das preocupações do Executivo é a preservação da segurança de estudantes, tendo em vista o grande número de escolas nas áreas mais congestionadas. “Nesses locais, a prioridade é a proteção dos alunos tanto na chegada quanto na saída das aulas, e por isso os trechos obrigatoriamente terão mão única”, orientou o prefeito.

Entre outros, participaram da reunião o diretor da Optica Visual e presidente da Rede de Comércio Canaã (um grupo composto por 580 comerciantes, de diversos segmentos), Euler Faber de Andrade, acompanhado do diretor dos Supermercados Garcia, José Garcia Neves; Kívia, da Piso & Cia; Júlio César, da DJJ Ferro e Telhas, e do assistente social Sérgio Santos Lopes; o presidente da Associação dos Moradores do Bairro Canaãzinho, Márcio Moreira Silvério; o vice-presidente da UDMBC – União de Moradores do Bairro Canaã, Manoel Alves Toledo, e o subtenente Ferreira, representando o comando da 152ª Companhia PM.

Fonte: PMI

próximo artigoPlanos de saúde ressarciram R$365 milhões ao SUS no primeiro semestre
Artigo seguintePalestrante fala da importância do autoconhecimento