Justiça decide que municípios do Vale do Aço sigam às determinações da Onda Roxa, sob pena de multa de R$ 50 mil

Nesta sexta-feira a Advocacia-Geral do Estado de Minas Gerais determinou que os municípios de Ipatinga, Coronel Fabriciano e Santana do Paraíso sigam às determinações da Onda Roxa do plano Minas Consciente, sob pena de multa diária de R$ 50 mil reais.

Em uma parte do texto a AGE cita a suspensão dos decretos municipais em que é autorizado o funcionamento de serviços considerados não essenciais.

Assista à reportagem e saiba mais!