Ipatinga recebe exposição inédita do pintor mineiro Lorenzato

No ano em que se completa 120 do nascimento do artista Amadeu Luciano Lorenzato, a Galeria Hideo Kobayashi, do Centro Cultural Usiminas, recebe a Exposição “Lorenzato – 120 anos de um artista e franco atirador”. A mostra fica em cartaz até o dia 2 de maio, com visitação gratuita.

O público pode conferir 78 obras entre pinturas, desenhos em cimento e papel e aquarelas, que mostram todas as fases e técnicas representativas da trajetória de Lorenzato. As elaboradas figurações de Lorenzato exploram temas e alegorias que vão dos retratos às paisagens – o céu, o campo, a cidade, as árvores -, revelando apuro na combinação de cores e uma síntese na articulação dos elementos pelo pincel. Outra marca de Lorenzato está no acabamento de suas pinturas, com o uso do pente sobre a tela, sempre trazendo movimento e textura às obras. O resultado é uma variedade de céus povoando as telas.

Desconhecido do público e pouco reconhecido pela crítica em vida, Lorenzato percorria Belo Horizonte a pé, buscando cenas da comunidade, quase como um cronista de sua época. Num primeiro olhar, sua obra remete à arte popular, mas a obra de Lorenzato é erudita. O homem de procedência simples, pintor de paredes, e que nunca tinha deixado sua cidade natal até 1920, se transformou em um cidadão do mundo ao se mudar para a Itália, fugindo com a família da epidemia de gripe espanhola que assolou Belo Horizonte. Aposentou-se precocemente aos 56 anos, já no Brasil, ao sofrer uma queda de um andaime. Daí em diante, passa a se dedicar totalmente à pintura.