Em caso de vitória, Lula pode escolher uma mulher para chefiar o Itamaraty

A campanha de Lula tem cotado o nome de Maria Luiza Ribeiro Viotti para comandar o Itamaraty, caso vença as eleições de outubro. Essa seria uma decisão inédita, pois o país nunca teve uma mulher no comando da política externa.

De acordo com o jornal Estadão, a diplomata Maria Luiza Ribeiro Viotti é um nome de confiança do ex-ministro das Relações Exteriores e da Defesa, Celso Amorim. Além dele, outra sugestão ao nome de Maria foi feita pelo ex-prefeito de Manaus, Arthur Virgílio (PSDB), no jantar do Grupo Prerrogativas, quando houve o primeiro encontro entre o ex-presidente e o atual vice, Geraldo Alckmin (PSB-SP).  

Outro nome cotado estrategicamente para o cargo é o de Marina Silva (Rede-AC), que concorrerá a deputada federal nessa eleição. Apesar dela não ser diplomata de carreira, a ideia surgiu por causa do apelo da ex-ministra com a pauta ambiental, inclusive reconhecido internacionalmente.

Lula prevê que esse será um tema essencial para um futuro governo, já que ficou marcado negativamente Jair Bolsonaro (PL). Além disso, há acordos comerciais e fundos sobre o tema a serem resgatados. 

O ex-presidente defende a renovação da cúpula no eventual governo, por isso planeja posicionar uma mulher para o ministério. A indicação de qualquer uma das duas seguiria um movimento iniciado pelo Congresso Nacional — e incentivado por Amorim — de mais protagonismo feminino na diplomacia brasileira. 

próximo artigoInstagram desmente boato de que vai exibir quem visitou o perfil
Artigo seguintePolícia Civil incinera drogas em Ipatinga