Visando ampliar a capacidade do município de fornecer insumos usados para o tratamento precoce contra o coronavírus, a Secretaria de Saúde de Ipatinga informou que fará no próximo dia 25 uma nova tentativa de compra do medicamento Azitromicina, por meio de pregão eletrônico. Em razão da alta procura, os governos têm tido dificuldades para adquirir os remédios, que em Ipatinga só são administrados com prescrição médica.

Quanto à Ivermectina, que também faz parte do protocolo de tratamento do coronavírus, Ipatinga já realizou a compra e aguarda para os próximos dias a entrega pelo fornecedor, que também devido à demanda elevada não dispunha do material para pronta-entrega.

Em relação à hidroxicloroquina, o município está abastecido, dispondo neste momento de mais de 13 mil comprimidos para serem receitados de acordo com a necessidade e com a indicação médica, informam as autoridades da área.

“Desde que o município adotou nota técnica para o uso desses medicamentos, temos nos empenhado para manter em nossos estoques esses insumos. Entretanto, a pandemia gera uma grande procura e, consequentemente, dificuldades para a compra. Lembrando que esses medicamentos só são usados em caso de indicação médica”, relatou a gerente do Departamento de Farmácia da PMI, Ludiana Liberato.  

próximo artigoEquipe do exército chega a Ipatinga para trabalhos de desinfecção
Artigo seguinteMinas Gerais perde dois profissionais de saúde por Covid-19 a cada 24 horas