Todo mundo começa o ano novo com a expectativa e a esperança renovada para viver grandes momentos, realizar sonhos e conquistar metas. E a prioridade das pessoas quase sempre está na família e no trabalho, quando deveria estar na sua própria saúde e ainda mais na saúde do seu coração. E estar com o checape em dia é o primeiro passo para iniciar qualquer novo ciclo com o pé direito.

Mais do que exames de rotina, o cirurgião cardiovascular Elcio Pires Júnior,  membro especialista da Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular, explica que o checape é a maneira mais segura de prevenção da vida. Isso porque as doenças cardiovasculares representam a principal causa de morte no Brasil. 

“Apesar de as doenças do coração e do sistema vascular serem de alto risco, a grande boa notícia é que são reversíveis quando decorrentes de maus hábitos e de outras doenças. Isso porque é muito raro que pacientes tenham a manifestação da doença de maneira súbita. As doenças cardiovasculares são progressivas, ou seja, começam com sinais imperceptíveis ao paciente e depois vão se agravando. Por isso a importância do checape.

Quanto antes alguma anomalia for diagnosticada, melhor será o prognóstico de cura e mais um infarto ou acidente vascular poderá ser evitado”, ressalta Elcio Pires Junior.

Lista de exames pode ser extensa 

A lista de exames pode ser mais extensa dependendo do histórico médico do paciente, mas, em geral, exames clínicos, laboratoriais e de imagem garantem ao médico toda a informação de que ele precisa para avaliar a saúde da pessoa. O mais comum e primeiro deles é o hemograma completo, que mostra como estão as células que compõem o sangue: hemácias, leucócitos e plaquetas, trazendo uma visão geral sobre o organismo.

O passo seguinte é analisar como estão os níveis de açúcar (glicemia em jejum) e de gordura no sangue (colesterol e triglicerídeos), que podem revelar casos de diabetes e mostrar as chances de um infarto ou um derrame, sendo fundamentais para prevenção de doenças graves.

Exame de sangue é indicador primordial 

“O exame de sangue é um indicador primordial da saúde do paciente. Por ele sabemos como está a imunidade, a coagulação e o equilíbrio do organismo, principalmente quando falamos de sistema cardiovascular. Caso o sangue tenha alguma alteração, o coração e toda a rede vascular podem ser prejudicados. Excesso de gordura, por exemplo, aumenta em grande proporção as chances de uma veia entupir”, explica o cirurgião cardiovascular.

O checape continua com a avaliação dos rins por meio de exames de urina, ureia, creatina e ácido úrico, que mostram possíveis alterações antes de algum sintoma. 

Também a análise do fígado com exames de TGO e TGP, enzimas que podem estar alteradas caso o paciente apresente pancreatite, hipotireoidismo e até infarto. Para finalizar, somados aos exames laboratoriais são essenciais os exames clínicos e de imagem.

Eletrocardiograma, teste ergométrico e ecocardiograma

“Para avaliar o coração mais minuciosamente, solicitamos um teste ergométrico, a fim de avaliar o desempenho do sistema cardiovascular durante um esforço físico, além de um eletrocardiograma, que avalia a atividade elétrica do coração, e de um ecocardiograma, que fornece imagens do fluxo sanguíneo dentro do coração. Assim, com todos esses resultados em mãos é possível avaliar a saúde e descartar doenças”, concluiu  cirurgião cardiovascular.

De acordo com as recomendações médicas, o ideal é que essa avaliação comece por volta dos 20 anos, com um intervalo de três a cinco anos, e que a partir dos 35 anos seja anual. Então, para que 2023 comece bem e com muita saúde, não deixe de realizar um checape.

próximo artigoHelicóptero da polícia militar dá suporte municípios atingidos pelas chuvas
Artigo seguinteHomem é morto e esquartejado em Belo Oriente