Na amamentação, o bebê recebe os anticorpos da mãe para proteção contra diversas doenças tais como diarreia e infecções, principalmente as respiratórias. O risco de asma, diabetes e obesidade é menor em crianças amamentadas, mesmo depois que elas param de mamar. A amamentação é um excelente exercício para o desenvolvimento da face da criança, importante para que ela tenha dentes fortes e bonitos, desenvolva a fala e tenha uma boa respiração.

Amamentar também faz bem para o planeta, por que:

– o leite materno é produzido pela mulher e não agride o meio ambiente;
– para ser oferecido ao seu filho não precisa de preparo, portanto, não utiliza água, gás, energia elétrica e embalagens;
– criança amamentada adoece menos, evitando uso de medicamento e internação hospitalar. A amamentação é uma forma de alimentação sustentável.

Posição para amamentar e pega da mama:

– o bebê deve estar virado para a mãe, bem junto de seu corpo, completamente apoiado e com os braços livres;
– a cabeça do bebê deve ficar de frente para o peito e o nariz bem na frente do mamilo;
– só coloque o bebê para sugar quando ele abrir bem a boca;
– quando o bebê pega o peito, o queixo deve encostar na mama, os lábios ficam virados para fora e o nariz fica livre;
– ele deve abocanhar, além do mamilo, o máximo possível da parte escura da mama (aréola);
– cada bebê tem seu próprio ritmo de mamar, o que deve ser respeitado.

Dicas para a amamentação:

A amamentação não deve doer e nem machucar o peito. Se está machucando, é importante procurar ajuda em uma Unidade Básica de Saúde ou Banco de Leite Humano.

– dê somente leite materno até os 6 meses de vida do bebê. Não dê água, chás, outros leites ou qualquer outro alimento nesse período;
– o leite materno nunca é fraco, ele é sempre adequado ao desenvolvimento do bebê. Nos primeiros dias, a produção de leite é pequena e esse leite, chamado de colostro, tem alto valor nutritivo e é suficiente para atender às necessidades do bebê;
– nos primeiros meses, o bebê ainda não tem horário para mamar. Ele deve mamar sempre que quiser. Com o tempo, ele faz seu horário;
– durante a mamada, a quantidade de gordura do leite vai aumentando. Se o bebê não tomar o leite do fim da mamada, que tem mais gordura, ele pode sentir fome logo em seguida. Por isso, a mãe deve esvaziar a mama por completo para, depois, oferecer a outra;
– a partir dos 6 meses, você deve começar a dar outros alimentos saudáveis, mantendo o leite materno até os 2 anos de idade ou mais. Não há necessidade de oferecer nenhum outro tipo de leite para crianças amamentadas;
– não dê chupetas, bicos e mamadeiras, pois podem levar o bebê a rejeitar o peito da mãe, além de causar problemas nos dentes, na fala e na respiração;
– não use medicamentos sem a prescrição de um médico. Alguns medicamentos podem interferir na amamentação;
– não é recomendado fazer dietas para emagrecimento. A mulher que amamenta precisa ter uma alimentação saudável;
– bebidas alcoólicas e cigarros devem ser evitados;
– a mulher que usa drogas ou que é soropositiva não deve amamentar.

Vantagens para a saúde da mulher:

Amamentar é bom não só para a saúde do bebê, mas também para a saúde da mulher, pois o sangramento pós-parto diminui, assim como as chances de desenvolver anemia, câncer de mama e de ovário, diabetes e infarto do coração. A amamentação também ajuda a mulher a perder mais rápido o peso que ganhou durante a gravidez.

próximo artigo‘Sabemos que ele quer sair do PSG’, diz presidente do Barça sobre Neymar
Artigo seguinteA revolução logística chinesa que deixa a Amazon no chinelo