Na tarde desta segunda-feira (14), representantes da Usiminas assinaram, junto ao Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), o Termo de Ajustamento de Conduta, o TAC, referente às partículas sedimentáveis lançadas no ar de Ipatinga, o conhecido “pó preto”.

Segundo o Ministério Público, cinco medidas foram impostas à usina; uma delas é a diminuição das partículas, ou seja, a Usiminas deverá implementar um sistema de monitoramento que será instalado em seis pontos da cidade e que vai possibilitar a contínua fiscalização da eficiência dos sistemas de controle de dispersão das partículas.

De acordo com o MP, a empresa tem um prazo de três meses para colocar essa obrigação em prática.

próximo artigoDefinidas as equipes finalistas do Campeonato Acesitano 2019
Artigo seguinteRéver espera ser novamente vitorioso com Vagner Mancini
0 0 votes
Classificação
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários