PM diz que tiros de borracha foram disparados para preservar local que caiu avião da cantora sertaneja

De acordo com as últimas informações sobre as investigações em torno da queda do avião que vitimou a cantora Marília Mendonça e de mais quatro ocupantes que a acompanhava, a PM de Caratinga presta esclarecimentos sobre as diversas notícias que circulam nas redes sociais, de que a Polícia atirou contra pessoas que se aproximavam do local do acidente. Em entrevista coletiva concedida à imprensa na manhã dessa quarta-feira, a Polícia Militar esclareceu sobre o procedimento dos policiais que faziam a preservação da área onde caiu a aeronave e informou os tiros foram de borracha e o objetivo foi dispersar o grupo que se aproximava do local.

De acordo com o Capitão Jefferson Luiz Ribeiro, um grupo de quatro pessoas tentou se aproximar do avião, na madrugada do sábado, após o acidente. O Capitão disse ainda que nada foi roubado e ninguém foi atingido pelos tiros de borracha.

próximo artigoDeputados derrubam veto de Zema e PL que impede Buser em Minas deve virar lei
Artigo seguinteAutoridades sanitárias alertam para a vacinação contra a febre amarela