Começa nesta sexta-feira (22), em Ipatinga, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza 2024. A imunização acontece em todas as salas de vacina do município. O trabalho, que abrange todo o país, tem como meta alcançar pelo menos 90% da população-alvo. Os munícipes devem procurar a Unidade de Saúde de referência e levar o cartão de vacina.

A campanha deste ano tem como foco os grupos prioritários, que incluem idosos com 60 anos ou mais, crianças entre seis meses e cinco anos de idade, gestantes, puérperas, profissionais de saúde, povos indígenas, pessoas com doenças crônicas e outras condições clínicas especiais, além de professores de escolas públicas e privadas.

Cobertura vacinal

Em 2023 o município de Ipatinga alcançou apenas 56,49% do total de pessoas pertencentes aos grupos prioritários. A baixa cobertura vacinal aconteceu em inúmeras outras cidades, frustrando a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde.

De acordo com os dados do vacinômetro em 2023, os grupos prioritários apresentaram índices baixos de procura pela vacina. As gestantes foram as que mais compareceram às unidades, com 79,70% de adesão, seguidas pelas crianças, com uma taxa de adesão de 58,89%; idosos (55,29%); puérperas (54,90%); trabalhadores em saúde (51,99%) e professores (51,63%).

O secretário de Saúde de Ipatinga, Walisson Medeiros, acentua que a vacinação contra a Influenza é fundamental para prevenir a doença e reduzir o impacto causado na população. Recomenda-se que as pessoas estejam atentas aos prazos e informações divulgadas pelas autoridades de saúde em seus municípios para garantir a proteção.

Segurança e eficácia

De acordo com a Secretaria de Saúde, a vacinação contra a gripe é uma medida fundamental para proteger a população contra essa doença viral que pode causar complicações graves e até mesmo levar à morte, especialmente em pessoas mais vulneráveis, como idosos, gestantes e doentes crônicos. A vacina é segura e eficaz, reduzindo significativamente o risco de infecção pela gripe e suas complicações.

Além disso, a vacinação contra a gripe também é importante para ajudar a reduzir a carga sobre os sistemas de saúde, especialmente em épocas de epidemia. Ao reduzir a incidência de casos de gripe, a vacinação pode ajudar a evitar a sobrecarga de hospitais e clínicas, garantindo que os recursos de saúde estejam disponíveis para aqueles que mais precisam.

Ainda existem mitos em relação à vacina contra a Influenza. “Há um equívoco comum em pensar que a pessoa toma a vacina e, se ficou gripada, é porque a vacina não funciona. A realidade é que a vacina tem o benefício principal de proteger contra as formas graves da doença, proteger a vida das pessoas”, explicam os especialistas.

PÚBLICO-ALVO

– Crianças de 6 meses a menores de 6 anos;
– Trabalhadores da Saúde;
– Gestantes;
– Puérperas;
– Professores dos ensinos básico e superior;
– Povos indígenas;
– Idosos;
– Pessoas em situação de rua;
– Profissionais das forças de segurança e de salvamento;
– Profissionais das Forças Armadas;
– Pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais;
– Pessoas com deficiência permanente;
– Caminhoneiros;
– Trabalhadores do transporte rodoviário coletivo;
– Trabalhadores portuários;
– Funcionários do sistema prisional;
– População privada de liberdade, além de adolescentes e jovens em medidas socioeducativas (entre 12 e 21 anos).

próximo artigoIpatinga realiza no domingo a 23ª edição do “Pescando no Parque”
Artigo seguinteSaúde bucal: cuidados com a boca e os dentes são fundamentais para a saúde geral

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here