Vacinação contra a Covid-19: Prefeitura de Ipatinga começa a atender crianças

Equipe da Unidade de Saúde do Cidade Nobre preparada para receber as crianças de 5 a 11 anos (com comorbidade) para a vacinação contra a Covid.

Agendamentos são realizados pelas Unidades Básicas de Saúde 

A Prefeitura de Ipatinga iniciou nesta terça-feira (18),  a vacinação em crianças contra a Covid-19. Neste primeiro momento, devido ao quantitativo de doses enviadas pelo Ministério da Saúde, poderão receber a primeira dose somente as crianças com comorbidades, deficiência permanente, indígenas ou quilombolas e acamadas ou com mobilidade reduzida. A faixa etária é de 5 a 11 anos completos até a data da vacinação.

Os agendamentos estão sendo realizados pelas Unidades Básicas de Saúde (UBS) de referência. A vacinação está ocorrendo na Unidade de Saúde do bairro Cidade Nobre, de 13h às 16h. Caso a criança não tenha cadastro, os pais ou responsáveis devem comparecer à UBS para realizá-lo.

Para crianças com comorbidades, será solicitado o laudo médico comprovatório. A criança deve estar acompanhada de pais ou responsáveis, sendoexigido documento de identificação com foto ou certidão de nascimento e cartão de vacina.

Para a priorização do público a ser atendido, aSecretaria de Saúde de Ipatinga definiu o cronograma inicial seguindo a recomendação do Plano Nacional de Imunização (PNI), do Ministério da Saúde. 

A ampliação da vacinação para as crianças sem comorbidades será feita de forma gradativa e de acordo com o quantitativo de doses repassada ao município.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Cléber de Faria, cerca de 21 mil crianças entre 5 e 11 anos deverão ser imunizadas em Ipatinga, após a ampliação para outros grupos dentro dessa faixa etária. “Inicialmente – reforçou -, serão os grupos prioritários. Na sequência, nós ampliaremos essa vacinação e esperamos que, em dois meses tenhamos atingido nosso público-alvo”.

A vacina pediátrica

A vacina Pfizer pediátrica será aplicada nos ipatinguenses em duas doses, com intervalo de oito semanas entre as aplicações – assim como nos adultos – para o esquema vacinal completo.Porém, a versão pediátrica do imunizante tem especificidades como dosagem, composição, prazo de armazenagem, manejos para diluição e orientação de insumos diferentes em relação ao imunizante para pessoas com mais de 12 anos. 

O frasco da vacina para crianças tem uma cor diferente daquela aplicada em adultos. É apresentado na cor laranja, estratégia adotada para ajudar os profissionais de saúde na hora de aplicar a vacina. Cada dose contém 0,2ml.

Comorbidades

São consideradas comorbidades para o público infantil, pelo Ministério da Saúde: Diabetes mellitus; Pneumopatias Crônicas Graves; Hipertensão Arterial Grave; Doenças Cardiovasculares; Doenças Cerebrovasculares; Indivíduos Imunossuprimidos; Obesidade Mórbida; Pessoas com Deficiência Permanente; Pneumonias Crônicas Graves; Síndrome de Down; Anemia Falciforme e Talassemia Maior e Cirrose Hepática. 

próximo artigoTimóteo vacina crianças com comorbidades e deficiência permanente contra a Covid-19 na sexta-feira
Artigo seguinteCovid-19: Brasil tem 23,2 milhões de casos e 621,5 mil mortes