Secretaria de Saúde de Ipatinga realiza atividades remota no Dia Nacional de Combate ao Fumo

O Dia Nacional de Combate ao Fumo, 29 de agosto, tem como objetivo reforçar as ações nacionais de sensibilização e mobilização da população para os danos sociais, políticos, econômicos e ambientais causados pelo tabaco. E, objetivando alcançar esse público-alvo, a Prefeitura de Ipatinga informa que preparou, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, diversas atividades sobre o tema, não presenciais, para não gerar risco de transmissão ou infecção do Coronavírus.

Para este ano, a Secretaria Estadual de Saúde propôs aos municípios trabalhar o tema Tabagismo e Coronavírus’. Isso porque o tabagismo — também considerado uma pandemia pela Organização Mundial da Saúde (OMS) — tem papel de destaque no agravamento da pandemia da Covid-19, já que é fator de risco para transmissão do vírus e para o desenvolvimento de formas mais graves da doença.

O médico pneumologista do município de Ipatinga, Henrique de Castro Mendes, ressalta que, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), os fumantes fazem parte do grupo de risco para as formas graves de Covid-19.

Ainda não se sabe com clareza todas as interações entre o tabagismo e a doença causada pelo novo Coronavírus, Covid-19, tendo em vista que os dados estatísticos estão surgindo aos poucos e há ainda algumas controvérsias. No entanto, já existe a conclusão de que a progressão da doença para um estágio mais grave, com necessidade de internação em UTI, é maior entre os tabagistas do que entre não fumantes e ex-fumantes. O tabagismo é considerado um dos fatores de risco para a gravidade da Covid-19 e também para o óbito, baseando-se nos dados disponíveis até o momento. Uma das estimativas é de que o tabagista tenha 14 vezes mais chance de progredir para uma doença mais grave, em comparação com quem não fuma. Além disso, o tabagismo é responsável em parte pelo desenvolvimento e má evolução de doenças cardiovasculares, respiratórias e outras, que também se associam à maior gravidade e morte pelo Coronavírus”, explica o médico.

Programação

As atividades serão realizadas pelas educadoras físicas do município, via vídeos, e disponibilizadas na internet. Elas trabalharão temas como alerta à população sobre o uso de produtos de tabaco como fator de risco para transmissão e infecção da Covid-19.

“Já temos em nosso município o Programa de Controle de Tabagismo, que vem funcionando mesmo no período da pandemia, só que agora de uma forma diferente, por conta dos cuidados que o momento exige. Em especial para o Dia Nacional de Combate ao Fumo, preparamos diversos vídeos com dicas importantes para motivar o fumante a deixar o vício, mostrando que caminhos pode seguir para buscar ajuda e que são oferecidos dentro da atenção primária”, complementa a referência técnica da Saúde do Adulto no município, Telma Siman Bastos Miranda.

A campanha também aborda a importância do não fumar e de adotar comportamentos saudáveis no momento que houver retorno gradual a atividades cotidianas.

O médico pneumologista Henrique Mendes lembra que “o tabagismo é a maior causa de morte evitável em todo o mundo, sendo de aproximadamente 8 milhões de óbitos por ano. Espero que a pandemia de Covid-19 seja encarada como mais um estímulo para a cessação do tabagismo”, reflete.

Fonte:PMI