Secretaria de Saúde alerta sobre cuidados com a voz

De acordo com o Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) professores são os mais acometidos por problemas vocais.

A Secretaria de Saúde, por meio do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest), está promovendo no decorrer da semana a campanha “Sua Voz”, com orientações aos professores da rede privada de Ipatinga sobre cuidados com a voz.

O objetivo da campanha é alertar esses profissionais sobre os cuidados e a importância da utilização adequada da voz, além de alertar os profissionais da área educacional sobre os problemas relacionados ao Distúrbio de Voz Relacionada ao Trabalho (DVRT).

Durante o período da ação, fonoaudiólogos do Cerest visitam as escolas e distribuem o material informativo. O DVRT é definido como qualquer forma de desvio vocal relacionado à atividade profissional que diminua, comprometa ou impeça a atuação ou a comunicação do trabalhador.

A fonoaudióloga Priscila Machado explica que entre os profissionais que utilizam a voz, os professores são os mais acometidos por distúrbios vocais. Destacando que essas alterações muitas vezes se agravam com mau uso e abuso do mecanismo fonatório, podendo estar associadas a diversos fatores, tais como uso de fumo, a acústica inadequada, a presença de poeira, a carga horária excessiva.

“Inicialmente, muitos distúrbios de voz são apenas funcionais e facilmente corrigidos com terapia fonoaudiológica. Mas, quando detectados tardiamente o tratamento é mais difícil, podendo não ser possível recuperar a qualidade vocal inicial e, às vezes, sendo necessário procedimento cirúrgico”, explica a fonoaudióloga Priscila Machado.

próximo artigoPrefeitura de Ipatinga divulga calendário para “Prova de Vida” 2022
Artigo seguinteAssistência Social de Coronel Fabriciano lança ações para auxiliar a população em situação de rua a enfrentar onda de frio