Projeto de escola pública de Timóteo vence etapa estadual do Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora

Prêmio tem o objetivo de reconhecer práticas que estimulem a educação empreendedora nas escolas

O projeto educacional CyberStaacks, desenvolvido naEscola Estadual Professora Ana Letro Staacks, localizada no bairro Quitandinha, em Timóteo, foi premiado na categoria Ensino Médio da etapa estadual da segunda edição do Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora. A iniciativa visa reconhecer o trabalho de professores que desenvolvem práticas de educação empreendedora nas escolas.

A proposta do CyberStaacks surgiu durante a pandemia, visando atender uma demanda educacional diante da impossibilidade de encontros presenciais. O projeto contempla a produção de conteúdos em plataformas digitais, como o Instagram, sobre temas relevantes do momento, de forma leve e descontraída, com a participação e envolvimento dos estudantes.

Para o professor Felipe Santana, que esteve à frente do projeto, o reconhecimento demonstra o esforço dos profissionais da escola para se adaptar aos novos tempos. “A instituição se dedicou bastante, apresentando conteúdos semanais com atualidades e novidades científicas, de forma divertida e interativa. A expectativa é de que a inciativa cresça e alcance ainda mais jovens”, ressalta o educador.

A analista do Sebrae Minas Vanessa Silva avalia que a premiação representa a efetividade das ações que o Programa de Educação Empreendedora desenvolve na região do Vale do Aço. “Essa conquista é um importante reconhecimento para região, além de ser um sinalizador do quão efetivo tem sido o trabalho realizado pela escola junto aos seus alunos. Ao trabalhar a educação empreendedora oportunizamos que os alunos sejam protagonistas de suas próprias histórias”, ressalta a analista.

Em 2020, a Estadual Professora Ana Letro Staacks foi premiada com o mesmo projeto, na etapa regional na categoria Ensino Médio, da Olimpíada Empreendedora.

Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora 

O Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora objetiva reconhecer o trabalho de educadores brasileiros que tenham implementado práticas de educação empreendedora no ambiente escolar, aliadas ao desenvolvimento de competências que estimulam o desenvolvimento integral dos estudantes. É parte do Programa Nacional de Educação Empreendedora (PNEE), que, em 2021, capacitou mais de 28 mil educadores em Minas Gerais, impactando mais de 69 mil estudantes, com diversos cursos, seminários e capacitações em todas as regionais do estado.  A iniciativa tem o apoio do Centro Sebrae de Referência em Educação Empreendedora (CER) – plataforma digital  referência em estudos, pesquisas, ferramentas e tecnologias sobre Educação Empreendedora – e do Porvir, plataforma de conteúdos e mobilização sobre inovações educacionais do Brasil.

próximo artigoEscolas da rede municipal recebem ações de saúde bucal em Santana do Paraíso
Artigo seguinteAumento dos combates impede ajuda humanitária na Ucrânia