Prefeitura promove oficina para diagnóstico social na cidade

Dezenas de moradores do território II participaram na Igreja Assembleia de Deus, do Canaãzinho, da oficina 'Mapa Falado'

Profissionais da Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS) de Ipatinga realizaram, nesta sexta-feira (31), com moradores dos bairros Canaã, Vila Celeste, comunidade Alto Boa Vista e Chácaras Oliveira, a quarta oficina do ‘Mapa Falado’, um projeto que conta com a participação popular para a elaboração de um diagnóstico sobre os serviços, programas e projetos capazes de assegurar proteção social nas localidades.

Segundo a secretária Adjunta da SMAS, Cláudia Castro, “nestes encontros, os usuários das políticas de proteção social – pessoas beneficiárias no Bolsa Família, cadastradas no CadÚnico, que acessam os Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e demais serviços da rede socioassistencial – juntamente com os profissionais da SMAS definem o conceito de proteção social, entendido como garantia de acesso a direitos como educação, saúde, mobilidade, segurança, entre outros. Posteriormente, as comunidades identificam se nas ruas dos bairros onde vivem há equipamentos que simbolizam a proteção ou desproteção social”, detalha.

No grupo que mediou, a assistente social da SMAS, Júlia Restori, notou que “foram identificados no bairro alguns pontos onde estão os equipamentos de proteção, assim como organismos não formais que também cumprem esse papel. Por exemplo, um grupo religioso da comunidade do Canaãzinho realiza trabalhos de prevenção a drogas com os jovens”, explicou a profissional.

“Com o diagnóstico de cada território assegurado por meio de dados sistematizados, mais os relatos da comunidade, a Secretaria Municipal de Assistência Social vai construir um retrato atual dos serviços de proteção social em toda a cidade. O resultado desses encontros será apresentado ao chefe do Executivo para que sejam atendidas as demandas da população”, enfatizou a secretária Adjunta, Cláudia Castro.

A ação é uma iniciativa de inclusão social, que contou também com a presença de servidores públicos das áreas de Educação, Saúde, além de representantes de entidades assistenciais do Território II, da Polícia Militar, da Secretaria de Estado de Defesa Social, dentre outros. A Oficina do Mapa Falado já foi realizada nos bairros Veneza, Limoeiro e Bom Jardim.

Fonte: PMI