Prefeito detalha sobre a construção do bloco cirúrgico do Hospital Municipal de Ipatinga

Projetada para o próximo ano, obra deverá custar R$ 3,5 milhões e poderá zerar em quatro meses fila de espera de 1.500 pessoas para cirurgias eletivas (Foto: divulgação/ PMI)

Em mais um encontro com servidores de Ipatinga na sala de reuniões de seu gabinete, dentro das programações do mês dedicado à categoria, o prefeito Nardyello Rocha adiantou nessa quarta-feira (16) os ganhos que deverão ser oferecidos à população com a construção do bloco cirúrgico do Hospital Municipal, prevista para 2020. “O projeto arquitetônico foi doado ao governo e já está pronto. Estamos desenvolvendo agora os projetos elétrico, hidráulico e de gás medicinal. Teremos quatro salas, com capacidade para realizar dez cirurgias de emergência e 15 eletivas diariamente ou cerca de 400 a cada mês. Hoje, temos uma fila de 1.500 pessoas aguardando para realizar cirurgias eletivas, o que significa que num período de quatro meses, após a implantação do bloco, poderemos zerá-la”, detalhou o chefe do Executivo.

Ainda segundo o prefeito, a obra do bloco cirúrgico está orçada em cerca de R$ 3,5 milhões, “e é praticamente um milagre que tenhamos conseguido economizar esse dinheiro para um benefício tão importante e há anos aguardado, numa conjuntura em que o município amarga um rombo no caixa de mais de R$ 80 milhões somente na área de saúde, por retenções indevidas e acumuladas desde a gestão anterior do governo do Estado”.

Ele lembrou que apesar desta difícil realidade, a Administração já entregou em apenas um ano duas novas Unidades Básicas de Saúde (UBS), uma no Nova Esperança e outra no Bom Jardim, e nos próximos meses construirá mais três, no Jardim Panorama, Vila Formosa e Parque das Águas, esta última com ordem de serviço prevista para a próxima quinta-feira (24).

Zona Azul

Entre vários outros temas, o prefeito também abordou nesta reunião algumas das medidas tomadas para melhor ordenamento do trânsito na cidade, como o aperfeiçoamento do sistema de Estacionamento Rotativo e diversificação dos meios de pagamento, antes restritos exclusivamente a moedas e sem recibo para os usuários. Ele revelou que uma pesquisa recente apurou que nada menos do que 72% das vagas nas principais áreas comerciais da área urbana eram ocupadas por lojistas e funcionários, de 8h às 18h, sendo que hoje os espaços estão mais disponíveis para as pessoas que precisam fazer suas compras.

A reunião desta quarta-feira contou com a participação de um grupo de servidores estagiários, lotados em diversas secretarias. Os nomes para os encontros com o prefeito são definidos em sorteios realizados nas diversas repartições do Executivo.