Prefeitura de Ipatinga e Corpo de Bombeiros iniciam ações para prevenção de incêndios

foto: PMI

A Prefeitura de Ipatinga iniciou, há cerca de 15 dias, por meio do Departamento de Meio Ambiente (Demam), uma série de ações em conjunto com o Corpo de Bombeiros, com o objetivo de prevenir incêndios na Área de Preservação Ambiental (APA) Ipanema. A primeira atuação do grupo foi fazer um mapeamento dos locais onde em anos anteriores ocorreram os inícios dos focos das queimadas na região que compreende a APA.

Com parte do estudo feito, um dos indicadores apurados é de que normalmente os incêndios começam na área urbana da cidade e migram para a zona rural. Esse levantamento é feito através de visitas à região e aos moradores e proprietários das áreas mais críticas, onde historicamente acontecem incêndios. O trabalho já foi realizado em Pedra Branca, Tribuna, Ipaneminha e parte do Morro Escuro.

Como este é o período de estiagem, época em que o número de incêndios aumenta, o trabalho de controle dos casos se torna fundamental. O planejamento das próximas semanas está definido, a partir da pesquisa que apontou quais são as áreas de risco. Com os dados obtidos acontecerá a elaboração de um plano de ação para conter possíveis queimadas. Posteriormente, entre outras atividades, está a formação de brigadas na zona rural, com o objetivo de garantir mais segurança e agilidade no combate e fazer uma supervisão constante na região.

 “Para quem, como eu, que mora na zona rural, sabe a importância de preservar. Principalmente porque temos as nossas nascentes e as águas já vem secando. Então, se conseguirmos evitar os incêndios é certeza que as florestas e a fauna vão se recuperar com o tempo”, pontua Washington da Costa Neto, presidente do Conselho Gestor da APA Ipanema.

Prevenção

Além destas ações e das atividades de conscientização junto com a população, um dos trabalhos que vem sendo realizado pela PMI é a confecção de aceiros próximos às áreas de proteção ambiental. O aceiro é uma faixa onde a vegetação é eliminada do solo, com o objetivo de prevenir a propagação de fogo. Cerca de 15 mil metros de aceiros já foram feitos em locais de preservação na zona rural. “Os aceiros são fundamentais na prevenção dos incêndios e dos impactos ambientais causados pelas queimadas. As queimadas causam danos irreparáveis ao meio ambiente, pois além de afetar a biodiversidade e os ecossistemas, aumentam os processos erosivos e colocam em risco a população do entorno”, esclarece a diretora do Demam, Núbia Fernandes.

Em casos de emergências relacionadas a incêndios, a orientação à população é de ligar para o Corpo de Bombeiros, no número 193.

fonte: PMI