Membros da Câmara Municipal entenderam que a denúncia apresentada pelo vereador Fernando Ratzke é infundada

Na tarde desta última terça-feira (20), o plenário da Câmara Municipal de Ipatinga votou pela rejeição de mais uma denúncia protocolada contra o prefeito Gustavo Nunes solicitando a cassação do seu mandato. A grande maioria dos vereadores rejeitou o pedido de impeachment apresentado pelo vereador Fernando Ratzke, compreendendo ser infundadas as alegações apresentadas em sua denúncia contra o chefe do Executivo.

Participaram da 644ª Reunião Ordinária 18 vereadores. Ao todo, 16 membros do legislativo votaram, sendo que 12 deles optaram pela rejeição e apenas quatro pelo acolhimento da denúncia.

O vereador Adiel Oliveira, líder de governo na Câmara, lamentou a falta de credibilidade da denúncia durante sua fala no plenário. “Estamos aqui, hoje, julgando uma coisa que nem deveria ter andado aqui nessa ‘casa’, porque é tão infundada. A denúncia não merece a mínima credibilidade. Temos uma cidade bem administrada”, asseverou.

O prefeito Gustavo Nunes comentou a decisão dos vereadores: “Em mais uma tentativa de desestabilizar o governo, o vereador Fernando Ratzke, que tem se apresentado como pré-candidato à prefeitura da cidade nas eleições deste ano, protocolou mais uma vez uma denúncia infundada na Câmara Municipal de Ipatinga, que acabou sendo derrubada pelos membros da Câmara Municipal”, desabafou.

O chefe do Executivo reafirmou “o compromisso desta gestão em continuar focada no desenvolvimento da nossa cidade, independentemente das manobras políticas que surgirem”.

próximo artigoPacheco quer reunião com Haddad e Zema em março sobre dívida de MG
Artigo seguinteUMEI do Limoeiro inaugura novas salas de aula com capacidade para mais 30 alunos

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here