PCMG identifica envolvido em “fake news” na cidade de Santa Margarida

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) apurou, nesta quarta-feira (27), crime cometido por um homem que divulgava falsas informações pela internet, as chamadas “fake news”, na cidade de Santa Margarida, na Zona da Mata.

O indivíduo usava um perfil falso e, por meio de anonimato, caluniava e difamava funcionários públicos e, consequentemente, prejudicava a Administração Pública. Segundo apurado, a intenção dele era prejudicar adversários políticos.

O Delegado Felipe de Ornelas Caldas explica que as investigações tiveram início no começo deste ano e, por meio de ordens judiciais, foi possível identificar o envolvido. Este será ouvido pela PCMG e responderá na Justiça pelos crimes de calúnia, com pena de detenção de até dois anos, e difamação, com pena de até um ano. “Esses crimes têm a pena aumentada em 1/3 por ser contra funcionário público e aumentada em mais 1/3 por ser cometido em meio que propicia a divulgação (redes sociais)”, detalhou.

A PCMG continua as investigações para identificar outros envolvidos, aqueles que compartilharam as falsas notícias, o que também é crime. “Todas essas pessoas responderão à Justiça pelos crimes cometidos”, garante o Delegado.

Felipe aproveita para orientar a população: “não confie em tudo que receber ou ler em redes sociais ou aplicativos. Cheque a informação. Confie em veículos sérios de comunicação. Compartilhar notícias falsas, sabendo disso, também é crime”, alertou.