Passeio celebra 60 anos da Usiminas e incentiva economia criativa em Ipatinga

Ipatinga guarda preciosidades que têm sido redescobertas com o Rota 60, uma iniciativa da Usiminas e do Instituto Usiminas que convida a comunidade a visitar espaços e obras de arte pública, bem como a planta da Usina de Ipatinga. Os embarques mensais para os passeios também impulsionam a economia criativa no município. Um exemplo é a Casa do Artesão – Matizes que faz parte dos locais visitados no trajeto.  


O espaço acolhe, apoia e capacita artesãs e artesãos do Vale do Aço há 10 anos, sempre buscando oportunidades de novas frentes de trabalho e renda para os integrantes. Os artistas da Casa do Artesão recepcionam os visitantes do Rota 60 com um cardápio que valoriza a culinária local. A pausa é o momento em que os visitantes apreciam as obras como bordados, pinturas e demais criações produzidas pelas artesãs da casa. 

Olivia Aparecida Cunha Miranda, idealizadora, artesã e atual tesoureira da Casa do Artesão Matizes, conta que além de apresentar produtos criados a partir da história de Ipatinga, a vivência dos participantes do Rota 60 no espaço tem alavancado a movimentação financeira da Casa e trazido novos artesãos.  

“Somos uma instituição que oferece aos artesãos do Vale do Aço um espaço para exposição dos seus produtos visando gerar renda. Estar no caminho da Rota 60, coloca a Casa do Artesão em evidência. Alguns clientes retornam após as visitas para comprar mais produtos ou saber mais das atividades ofertadas na Casa. Essa é uma parceria que está gerando bons frutos para todos os envolvidos”, declara Olívia. 

As conexões entre a Usiminas e Ipatinga vão além da história da empresa e da cidade. Segundo a diretora do Instituto Usiminas, Penélope Portugal, essa é uma característica notória do programa Rota 60. “Estamos celebrando os 60 anos de operações da Usiminas e também de uma trajetória marcada pelo desenvolvimento social e ambiental da empresa, a partir de ações que promovem inclusão. Esse roteiro tanto parte das memórias do que já vivemos gerando ao mesmo tempo novas histórias e resultados impressionantes, como o reconhecimento da Casa do Artesão”, detalha Penélope. 


Relações com as comunidades
 

Iniciado em maio deste ano, com cinco edições já realizadas, o Rota 60 já levou 115 pessoas no passeio para conhecer mais sobre a história da Usiminas, os processos produtivos e iniciativas de sustentabilidade. Mensalmente, o ônibus do Rota 60 parte de um bairro de Ipatinga, descentralizando e democratizando o acesso das comunidades. O passeio percorre a Usina de Ipatinga; o viaduto do Mergulhão no bairro Bom Retiro; o monumento de Tomie Ohtake, instalada em frente à Estação Intendente Câmara; a escultura de Amilcar de Castro, no Centro da cidade; o Centro de Memória Usiminas, no bairro Castelo, além da Casa do Artesão. 

Há 35 anos moradora do bairro Vila da Paz, Marlene Francisco de Souza Fialho participou da primeira edição do Rota 60. “Conheci diversos pontos da cidade que não sabia que existiam aqui. Achei incrível ter um museu em Ipatinga. Também descobri uma programação cultural do Instituto Usiminas e no Centro de Memória Usiminas gratuita e muito interessante. Só tenho a agradecer essa oportunidade”, completa Marlene. 

Toda comunidade está convidada a participar e a partilhar suas experiências no Rota 60. Para embarcar, é preciso fazer o agendamento com a Ação Educativa do Instituto Usiminas pelo WhatsApp: 31 98437-3330. Confira os bairros de onde o Rota 60 irá partir nos próximos meses: 


24/09 – Bairro Caravelas – E.E. Nilza Luzia de Souza Butta (Av. Getúlio Vargas,1115) 

29/10 – Bairro Vila Militar – UBS Vila Militar (Av. José A. de Vasconcelos, 652) 

26/11 – Bairro Vila Celeste – Praça da Vila Celeste (Av. Luísa M. Nascimbene) 

17/12 – Bairro Ideal – Campo do Nescau (Rua Joaquim Cardoso) 

próximo artigoProdução agrícola em 2021 bate novo recorde e atinge R$ 743,3 bilhões
Artigo seguinteTimóteo: Guarda de Moçambique promove Festa do Rosário