Operação tapa-buraco segue atuando em todas as regiões de Ipatinga

Aproveitando o período de estiagem, a Prefeitura de Ipatinga, por meio da Secretaria Municipal de Obras Públicas (SEMOP), colocou suas equipes nas ruas para atender com agilidade o máximo de demandas relacionadas a buracos nas vias públicas. O trabalho vem sendo realizado em todas as regiões da cidade.

Nesta semana, a atuação se dá em duas frentes, com atendimento de vias dos bairros Canaã, Bethânia, Vila Celeste, Canaãzinho, Bom Jardim, Esperança e Ideal. A Secretaria trabalha nestes dias com duas equipes, mas chegou a mobilizar quatro grupos de serviço simultâneos, a fim de suprir as necessidades na área urbana em momentos mais críticos após a estação das chuvas.

“Estamos realizando esse trabalho em paralelo com as obras de recapeamento, que vão cobrir uma extensão de cerca de 60 quilômetros. É importante salientar que estamos falando de um asfalto com mais de 40 anos de uso, completamente desgastado, que não recebia a atenção devida nem mesmo para impedir que pequenos buracos se transformassem em verdadeiras crateras, em vários pontos. Temos buscado o máximo de agilidade para corresponder aos chamados da população, que tem muito a contribuir nos informando as áreas que se apresentam mais precárias”, comentou o prefeito Nardyello Rocha.

Rede de água

Conforme o secretário-Adjunto da SEMOP, Anderson Lage, uma ação que tem demandado atenção especial da repartição é o projeto em andamento para interligar a região de Pedra Branca à rede de abastecimento de água, em conjunto com a Copasa. “Para implantar a canalização, são abertas valas no percurso, e a recomposição precisa ser rápida. Sendo assim, o asfalto vem sendo reconstituído desde o Limoeiro, e atualmente a obra já está no Barra Alegre, seguindo em direção à comunidade de Pedra Branca”, relatou.

Uma equipe da própria SEMOP planeja diariamente os locais a serem contemplados em cada Regional pela operação tapa-buracos, a partir de vistorias realizadas. O cronograma também leva em conta contatos feitos pelos moradores através do telefone da Ouvidoria, número 156.

fonte: PMI