Acusados teriam assassinado a vítima para encobrir crime de tráfico de drogas pela quadrilha

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), por meio da Promotoria de Justiça de Açucena, ofereceu denúncia contra quatro pessoas pelo homicídio quintuplamente qualificado de uma mulher, em junho de 2019, em Naque, no Vale do Rio Doce. O MPMG também pediu a prisão preventiva das quatro pessoas.

Segundo as conclusões do Ministério Público, o crime foi intencional, ocorreu por motivo torpe, teve emprego de meio cruel, dificultou a defesa da vítima, houve tentativa de ocultar outro crime, além de ter sido cometido contra mulher por condições do sexo feminino.

A denúncia relata que as quatro pessoas invadiram a casa da vítima enquanto ela dormia durante a madrugada e desferiram golpes com um machado e três facas até a sua morte. Depois disso, para encobertarem o crime, queimaram partes do corpo dela.

De acordo com o documento enviado pelo MPMG à Justiça, dias antes do crime, a vítima teria denunciado as ações da quadrilha dos acusados na comercialização de drogas. Todos os participantes do homicídio são reincidentes.

fonte: Ministério Público de Minas Gerais

próximo artigoBoletim Epidemiológico de Ipatinga 22/07
Artigo seguinteBolsa Família perto de R$ 300 limitaria investimentos, diz secretário