A Prefeitura de Ipatinga demandou à Copasa a implantação de cerca de 140 metros de rede coletora de esgoto para oferecer melhores condições sanitárias aos moradores e, ao mesmo tempo, proteger as águas do córrego do Zé Pedrinho, na localidade do mesmo nome, que fica na região do bairro Bom Jardim. A solução para o problema é reivindicada há décadas, representando benefícios diretos para cerca de 50 famílias.

“O cuidado com a saúde da população é a maior prioridade da nossa gestão, e esta necessidade no Zé Pedrinho não poderia ser ignorada. Saneamento também é saúde, e assim é que a prefeitura está com diversas frentes de trabalho mobilizadas neste sentido, no momento, sendo o Morro do Zé Pedrinho o foco de uma destas ações, com eliminação de mau cheiro e poluição dos cursos hídricos”, disse o prefeito de Ipatinga, Nardyello Rocha.

Há vários anos a população da localidade convive com o esgoto a céu aberto desde a rua São José, passando por vários becos e ruas até ser lançado no Córrego do Zé Pedrinho, atingindo por consequência também os ribeirões que cortam a cidade.  “Essa rede está sendo um grande benefício para a população, que ansiava por ela há tempos. Acabou a espera”, disse a presidente da Associação de Moradores do bairro Bom Jardim, Terezinha das Graças Santos.

Sistema

O sistema a ser implantado é o dinâmico, ou seja, as redes coletoras nas vias públicas direcionam o esgoto sanitário para a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE). As obras contemplarão a rua São José, Beco Gravatá, Beco Orvalho e Maria Apolinária. A previsão é de que as obras terminem no próximo mês.

próximo artigoNova UBS do Vila Formosa entra em funcionamento
Artigo seguinteInstituto Usiminas realiza lives culturais no Instagram