LBV oferece gratuitamente atividades que visam contribuir para a saúde física e mental dos idosos

Então, é possível envelhecer com qualidade de vida? Sim, é totalmente possível! Basta estar feliz e ter expectativas positivas em relação ao futuro. Foto: divulgação

Pensando em contribuir para uma boa qualidade de vida na terceira idade, a Legião da Boa Vontade (LBV) em Ipatinga/MG, oferece em seu Centro Comunitário de Assistência Social, o programa Vida Plena, que contempla atividades como: dinâmicas, rodas de conversa, passeios culturais, danças, artesanatos, palestras, e entre outros.

Segundo Cristina de Vasconcelos, assistente social da LBV, no grupo, os idosos têm a oportunidade de compartilhar ideias, experiências e assim, fortalecer o vínculo afetivo. “O objetivo desse trabalho será de desenvolver atividades que contribuam no processo de envelhecimento saudável, no desenvolvimento da autonomia, no fortalecimento dos vínculos familiares, do convívio comunitário e na prevenção de situações de risco social”, destaca

Com uma rotina ativa com tarefas simples, como caminhadas de baixa intensidade, cuidar do jardim, jogos e brincadeiras em grupo, leitura, bordado, música, dança, e o lazer em geral, há uma melhora na saúde dos idosos em diversos aspectos, auxiliando no afastamento de doenças comuns nessa faixa etária.

O programa Vida Plena é destinado a pessoas com idade igual ou superior a 60 anos, e os encontros acontecem semanalmente na sede da LBV. Para Maria Lourdes José Costa dos Santos, de 65 anos, está sendo muito bom as novas amizades. “Estou gostando de tudo e só tenho que agradecer, primeiramente a Deus, e a todos da LBV pela atenção, carinho e cuidado que tem com todos nós. Sempre fazemos atividades que ajudam muito em nossa saúde, além dos passeios legais a lugares que eu nem conhecia”, comenta.

Na questão física, as atividades podem contribuir para o fortalecimento do sistema imunológico, para a mobilidade, flexibilidade, força muscular e equilíbrio corporal; além de ajudar na memória e no raciocínio. Já no aspecto emocional, os exercícios de lazer ajudam a combater o desânimo, o sentimento de solidão, a depressão e diminuem a tendência ao isolamento.

Aos 78 anos, Rosário de Souza Carvalho, é por enquanto o único homem do grupo, e a atividade que ele mais gosta de fazer é a ginástica. “Gosto de fazer todas as atividades, principalmente as ginásticas, porque assim não fico muito parado, e cada vez sinto meu corpo melhor por causa disso”, evidência.

A educadora social da LBV, Greyce Santana, destaca que com a prática da atividade física, o idoso tem a possibilidade de melhorar a sua coordenação motora e os reflexos, relaxar, e estar em contato com outras pessoas. “Ele recupera a confiança em si mesmo e fortalece o seu corpo. Atenuando assim os riscos de possíveis quedas, possibilitando uma melhora na qualidade de vida. É um direito assegurado pelo Estatuto do Idoso: Art. 20. O idoso tem direito a educação, cultura, esporte, lazer, diversões, espetáculos, produtos e serviços que respeitem sua peculiar condição de idade”, pontua.

Inscrições abertas!

Para realizar a inscrição, você deve ligar e agendar dia e horário. Na data combinada, se dirija ao Centro Comunitário de Assistência Social, da LBV, com os seguintes documentos: RG, CPF e comprovante de endereço.

A Legião da Boa Vontade oferece, na cidade mineira, um serviço de convivência e fortalecimento de vínculos para crianças, adolescentes, idosos e suas famílias em situação de vulnerabilidade social. Visite, apaixone-se e ajude a LBV! Dirija-se à Rua João Patrício de Araújo, 225 — Veneza I. Telefone: (31) 3822-8600.