Ipatinga: Saúde implanta 21 câmaras de refrigeração em salas de vacina

A Central de Vacinas de Ipatinga recebe e armazena os imunobiológicos até o momento de entregá-los às unidades de saúde

Dezessete salas de vacinação das 21 Unidades Básicas de Saúde (UBS) de Ipatinga já contam com novos refrigeradores para armazenamento de vacinas. A Central de Vacinas de Ipatinga, anexa à UBS do bairro Bethânia, também recebeu quatro novas câmaras frias. Os equipamentos adquiridos garantem maior segurança na conservação das cerca de 9.000 doses de vacinas que mensalmente chegam ao município. O investimento foi de aproximadamente R$ 240 mil. Os recursos são provenientes dos governos federal e estadual.

As novas câmaras frias substituem as geladeiras antes utilizadas para o procedimento, algumas com mais de sete anos de uso, o que possibilitou também a ampliação de reserva técnica da rede municipal.

Segundo a diretora do Departamento de Vigilância em Saúde de Ipatinga, Mara Fernanda, “a alta qualidade do equipamento atende normas e especificações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Isso gera segurança e tranquilidade tanto para os profissionais da Saúde quanto para a população, uma vez que as doses permanecerão com suas características iniciais até o momento da sua administração, graças a melhor acondicionamento”, explica.

“Anteriormente, as vacinas eram armazenadas em geladeiras comuns. A maior preocupação era o acondicionamento dos imunobiológicos nos finais de semana. Agora, na falta de energia elétrica, por exemplo, a própria câmara fria aciona o sistema de emergência, sendo capaz de manter todas as funções do equipamento por aproximadamente 12 horas. Além disso, a câmara fria possui discadores para telefone fixo ou celular, fazendo a comunicação entre o equipamento e o servidor responsável. Outro acessório de extrema importância é o software de gerenciamento, que ligado a um computador possibilita a extração de gráficos e relatórios de desempenho de temperatura, permitindo o acesso remoto ao equipamento, via internet”, detalha a diretora.

vacinas
Os equipamentos adquiridos garantem maior segurança na conservação das cerca de 9.000 doses de vacinas que mensalmente chegam ao município

Vacinas e soros

São 40 tipos de imunobiológicos, sendo 17 deles do calendário básico de imunização (HPV, Poliomielite, Hepatite B, Influenza etc). Todo o material é repassado pelo Ministério da Saúde, por meio do Programa Nacional de Imunização (PNI), com distribuição controlada pela Superintendência Regional de Saúde (SRS/MG).

A Central de Vacinas de Ipatinga recebe e armazena os imunobiológicos até o momento de entregá-los às unidades de saúde – responsáveis pela aplicação das vacinas – e unidades de urgência, que ministram apenas soros. As salas de vacinas também contam com caixas térmicas especiais, usadas para conservar pequenas quantidades de doses que são utilizadas no dia a dia.

No que diz respeito à gestão da saúde pública de Ipatinga, a secretária municipal da área, Érica Dias, destaca que “todo o processo de instalação e manutenção desses novos equipamentos vem sendo constantemente realizado, tanto nas Unidades de Saúde que atendem a população quanto na Central de Vacinas, favorecendo a estocagem de uma rotina maior de vacinas e soros, inclusive os especiais, tornando a logística de distribuição mais ágil para a rede de saúde. Isso impacta diretamente na qualidade do serviço prestado ao cidadão”, afirma, reforçando que a aplicação das vacinas continua sendo realizada nas Unidades Básicas de Saúde.

Horários e locais de vacinação

As 17 Unidades de Saúde em Ipatinga que receberam os novos equipamentos são as dos bairros Cidade Nobre, Bom Retiro, Veneza, Iguaçu, Canaã, Vila Celeste, Caravelas, Bom Jardim I, Vila Militar, Esperança I e II, Limoeiro, Barra Alegre, Jardim Panorama, Bethânia I e II e Nova Esperança. O atendimento à população tem início em todas elas, a partir das 7h30 com fechamento às 15h30.

Fonte: PMI