A Secretaria de Saúde de Ipatinga, por meio do Núcleo de Epidemiologia do Hospital Municipal Eliane Martins (HMEM), realizou na tarde de quinta-feira (10) o I Workshop Arboviroses e Febre Hemorrágica. O evento, destinado aos profissionais de Saúde das redes pública e privada, teve como objetivo alinhar as ações de controle no município e orientar sobre as medidas, os fluxos e os protocolos de respostas às doenças.

De acordo com a médica Carmelinda Lobato, a preocupação com o cenário epidemiológico relacionado às doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti é uma preocupação constante da Prefeitura de Ipatinga. “O investimento em saúde pública é uma prioridade da administração, e o objetivo do nosso evento é promover o intercâmbio de atualização de conhecimentos sobre as arboviroses e as consequências da febre hemorrágica”, explicou a infectologista.

Segundo a Drª. Ana Carolina Vale, bióloga responsável pela palestra “Diagnóstico Laboratorial das Febres Hemorrágicas”, para enfrentar o cenário epidemiológico da dengue é necessário colocar em prática ações de controle do vetor e de assistência. “As ações de controle do Aedes – assinalou – devem ser praticadas durante todo o ano. Isto porque precisamos manter constantes medidas que evitem o avanço das doenças nos períodos de maior proliferação do mosquito”. 

próximo artigoCondenado a 45 anos de prisão ex-marido que matou juíza no Rio
Artigo seguinteIpatinga divulga períodos para cadastramento escolar e renovação de matrículas