Iniciadas as obras de nova UBS no Jardim Panorama

A Unidade Básica de Saúde é a terceira contemplada pelo programa ‘Nova Ipatinga’ (Foto: divulgação/ PMI)

Depois de décadas de espera, as comunidades do Jardim Panorama e bairros adjacentes, que compõem um grupo de cerca de 15 mil usuários, podem enfim comemorar como algo concreto a construção da nova Unidade Básica de Saúde (UBS), uma promessa frustrada de vários governos. Diante do canteiro de obras já instalado, o prefeito de Ipatinga, Nardyello Rocha, assinou na quarta-feira (22) a ordem de serviço para execução do projeto. Será a quinta UBS implantada pela atual gestão, em menos de dois anos, sendo três delas viabilizadas com recursos do programa ‘Nova Ipatinga’.

A cerimônia simbólica de início da edificação aconteceu na manhã, na área que fica entre as ruas Wilson Teixeira e Vitória, junto ao Parque Ipanema, nas proximidades do 

precário posto médico hoje em funcionamento no Panorama. Compareceram inúmeras lideranças comunitárias, além de vereadores da base de governo na Câmara Municipal, citados pelo Executivo como fundamentais para que o sonho se tornasse realidade. 

Instalações

Além do bairro Jardim Panorama, a UBS vai servir especialmente aos usuários do Novo Cruzeiro, Caçula e Residencial Ayrton Senna. Os serviços a serem oferecidos são amplos, como consultas médicas em clínica geral, equipe Estratégia de Saúde da Família, programas Saúde da Mulher, Saúde do Homem, Hiperdia, Odontologia e Zoonoses.

Estão previstas salas para vacinação, medicação, reuniões, acolhimento e curativos. Ainda, consultórios médicos e odontológicos, farmácia, setor de esterilização, escovário, copa, almoxarife e os setores específicos para agentes e gerências. Com todos os padrões de acessibilidade, entre vários banheiros existem aqueles que são adaptados às necessidades dos pacientes deficientes ou idosos.

Bancada 100% com recursos do programa ‘Nova Ipatinga’, construção é a quinta do gênero realizada pelo atual governo em menos de dois anos (Foto: divulgação/ PMI)

Origem dos recursos

Ao detalhar os esforços empreendidos pelo governo para que a obra pudesse se materializar, o prefeito Nardyello Rocha observou que por se tratar de um terreno localizado em área de proteção legal, até mesmo o Conselho Municipal do Patrimônio Histórico e Artístico (Comphai) precisou ser consultado. Ele enfatizou ainda a origem dos recursos, o programa ‘Nova Ipatinga’: “Essa unidade tem uma história diferente do que alguns têm contado por aí, com objetivos unicamente eleitoreiros. O governo passado licitou, de fato, essa obra, contando com uma emenda de R$ 2 milhões de um deputado que inclusive era filho do ex-prefeito. Acontece que, por sua natureza, essa emenda não poderia ser usada com essa destinação. E, que fique bem claro, essa emenda nem veio para o município. É importante que a população saiba disso porque só pudemos cumprir esse compromisso que fizemos com os moradores porque houve o apoio decisivo de nossa base na Câmara para que aprovássemos os R$ 73 milhões originários do programa ‘Nova Ipatinga’, que está viabilizando também 60 quilômetros de recapeamento em mais de 100 ruas e avenidas da cidade e a construção de dezenas de muros de arrimo em áreas de risco, entre inúmeras outras realizações. Com esses recursos, estamos também construindo as UBS’s do Jardim Panorama, do Parque das Águas e da Vila Formosa, somando-se às outras duas que já havíamos entregue nos bairros Bom Jardim e Nova Esperança. Aqui não existe um centavo de ex-deputado”, repetiu o chefe do Executivo, ao enfatizar que “100% dos recursos são do município, captados por meio do Finisa”. 

O prefeito ainda destacou que a obra é uma necessidade para a humanização do atendimento. “Nós estamos pensando em mais comodidade e presteza para a população, em local adequado e de qualidade. E esta infraestrutura representa também melhoria das condições de trabalho para os nossos servidores, que vêm penando há anos em instalações muito impróprias e inadequadas”, concluiu. 

Antiga necessidade

Uma das líderes da associação do bairro e também vice-presidente do Conselho Municipal de Saúde, a moradora Neuza Assis testemunhou que a obra era aguardada ansiosamente pela população. “Acompanho esta história bem de perto, desde quando o atendimento era feito numa casa alugada. Depois recebemos o posto médico, mas muitos anos se passaram e as acomodações estão desgastadas, ficaram muito acanhadas e ultrapassadas. Por isso as condições de recebimento dos usuários são péssimas, apesar da dedicação dos servidores. Estamos felizes pelo empenho do prefeito em realizar essa obra. Soubemos que até os documentos relativos à área estavam desaparecidos, o que mostra o quanto o projeto havia sido deixado de lado. Agora, estamos ansiosos em ver a construção pronta”, disse. 

O empresário Jânio Moreira, residente há mais de 45 anos no bairro Jardim Panorama, disse que já não acreditava mais na construção da UBS. “Eu já acompanhei vários lançamentos de pedra fundamental para construir esse posto de saúde. E é a primeira vez que a gente vê obra mesmo. Moro aqui do lado e quero realmente ver isso sair do papel. Há razão para comemorar”, acredita.    

Investimento 

Os recursos para execução da UBS, que constam do programa ‘Nova Ipatinga’, são provenientes do Finisa – Programa de Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento. Foram captados pela atual gestão do município em condições especiais, junto à Caixa Econômica Federal.