Hospital Márcio Cunha conquista o mais alto nível de excelência na prevenção do TEV

O Instituto Brasileiro de Segurança do Paciente (IBSP) visitou, no dia 27 de setembro, o Hospital Márcio Cunha, em Ipatinga, para avaliar as boas práticas de segurança de prevenção de tromboembolismo venoso (TEV), por meio do projeto Safety Zone que valida os níveis de excelência das instituições hospitalares na prestação desse serviço de atendimento. Com a presença do Diretor Executivo do IBSP, José Branco e da Diretora de Novos Negócios do Instituto, Karina Márcia Pires, o HMC foi validado como nível 5, alcançando o maior índice de avaliação na gestão da prevenção do TEV.  

O processo de validação do Safety Zone é fundamentado nas recomendações da Agency for Healthcare Research and Qualit (AHRQ) e foi implementado no HMC para verificar os modos de falha, visando fornecer uma profilaxia confiável aos pacientes de risco. “Com a implementação de protocolos clínicos e análises preditivas de riscos de um determinado paciente hospitalizado, que pode desenvolver trombose venosa profunda e/ou embolia pulmonar, podemos estratificar o risco desse evento adverso e estabelecer assim medidas de prevenção eficientes, evitando dessa forma danos ao paciente e aumentando a segurança assistencial clínica.”, explica o médico hematologista da FSFX e um dos responsáveis pela implementação do processo no HMC, Marcos Aurélio Mergh Murer.

Também frente ao processo, a Coordenadora de Farmácia da FSFX, Ana Paula Diniz, aponta que o TEV está entre as causas mais comuns de danos na assistência à saúde. “Por isso é tão importante ter ações de implementações de boas práticas das intervenções de profilaxia de TEV para que de forma eficiente seja oferecido um tratamento mais confiável e seguro” destaca.  

próximo artigoTrio vence o Nobel de Física por descobertas na área da mecânica quântica
Artigo seguinteAbertas as inscrições para a chamada escolar anual no Distrito Federal