Gaeco prende mulher suspeita de estupro de vulnerável

O Gaeco de Ipatinga (Policiais Civis e militares, coordenado pelo Ministério Público) em conjunto com a Polícia Civil de Manhuaçu-MG, por intermédio da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher – DEAM da 6ª Delegacia Regional de Polícia de Manhuaçu/MG, efetuaram a prisão, nessa sexta-feira, dia 26/02/2021, em desfavor de S. A. S. A. Informações dão conta que a referida mulher foi denunciada pela prática do crime de estupro de vulnerável e, ainda, por crimes previstos no ECA (crimes envolvendo divulgação de fotos de sexo e nudez envolvendo crianças e adolescentes).

A prisão é oriunda do cumprimento de mandado de prisão preventiva oriunda da cidade de Ipatinga -MG. As investigações foram procedidas pelo Gaeco de Ipatinga, onde segundo investigações há indícios do envolvimento da mulher, presa na ação desta manhã, teria concorrido para atos de pedofilia envolvendo um ex-comissário de menores (65 anos), preso em 27/01/2021. Na oportunidade foi dado também cumprimento a um mandado de busca e apreensão no imóvel, e, após diligencias policiais, foram apreendidos celulares e computadores contendo vídeos e fotos feitas pelo homem enquanto praticava atos sexuais com crianças. Investigadores do Gaeco informaram que a mulher cooperava nos atos ilícitos do ex-comissário com envio de fotos e vídeos de crianças, além de fazer chamadas de vídeos no momento de atos sexuais, incitando e ensinando crianças nas práticas sexuais.

As investigações contaram com as presenças de policiais Civis e Miliares, pelo Delegado de Polícia Gilmaro Alves e promotores Dra. Marília Bernardes, Dr. Bruno Schiavo, Dra. Gracielle de Rezende e Dr. Lidiane Horsth.
O Ministério Público protocolou na quinta feira a denúncia contra os envolvidos que aguardaram o processo preso, contudo, a segunda prisão foi efetuada nessa manhã, na cidade de Manhuaçu.