Em alusão ao dia 02 de abril, Dia Mundial da Conscientização do Autismo, a Prefeitura de Coronel Fabriciano por meio das Secretarias de Governança da Saúde, Assistência Social e Educacional em parceria com a OPAA, Organização dos Pais e Amigos dos Autistas, realiza, na próxima terça-feira (2), uma caminhada da conscientização. A concentração está marcada para às 9h, na Praça Sérvulo Roque, em frente ao Chiquinho Sorvetes, e seguirá até a Praça da Estação.

O objetivo da caminhada é conscientizar a sociedade sobre a importância de combater o preconceito, além de esclarecer sobre os direitos da pessoa diagnosticada com Transtorno do Espectro Autista (TEA). Para esse ano, o tema trabalhado é “Valorize as capacidades e respeite os limites”.

“É uma manhã de festa, de respeito, para chamarmos a atenção de todos sobre a importância da inclusão e do conhecimento sobre o autismo. Nossa intenção é construir aqui uma sociedade cada dia mais inclusiva e sem preconceitos e isso só acontece quando aprendemos com as diferenças”, esclarece Karla Carvalho, Gerente da Atenção Especializada.

Além da caminhada, outras ações de sensibilização e conscientização serão realizadas durante toda semana em diversos equipamentos de Saúde, Assistência Social e Escolas Municipais de toda cidade. “No CAPSi, por exemplo, teremos rodas de conversas sobre o autismo, oficinas para pais e crianças, além de sessões de cinema”, acrescenta.

O que é o Autismo?

O transtorno do Espectro Autista (TEA) é um distúrbio neurológico, caracterizado por desenvolvimento atípico, dificuldade na comunicação (verbal e não verbal), dificuldade na interação social, padrões comportamentais repetitivos e estereotipados.
As crianças emitem alguns sinais na fase do desenvolvimento da primeira infância tais como: falta de contato visual, atraso na fala, dificuldade na interação social, assuntos e brincadeiras repetitivas, alteração na marcha, seletividade alimentar, hipersensibilidade tátil e outros.

Identificar essas alterações nas primeiras fases do desenvolvimento da criança é muito importante, pois a estimulação deve ser iniciada já nos primeiros anos de vida, ou seja, quanto mais precoce iniciar as estimulações, aumentam as chances de um melhor desenvolvimento intelectual, motor, sensorial, entre outros.

Símbolo

A fita da conscientização é um símbolo do autismo formada por peças do quebra-cabeça em diferentes cores vivas e brilhantes, representa diversidade, a inclusão, a esperança e a conscientização da sociedade como um todo.

A cor azul do laço do autismo representa a maior incidência de casos no sexo masculino, o quebra-cabeça representa a complexidade do autismo. As cores diferentes representam a diversidade de pessoas e famílias que convivem com o transtorno.

Esse ano, o Ministério da Saúde adotou os peixes para ilustrar a campanha que tem como tema: “Valorize as capacidades e respeite os limites”. A ideia é valorizar os potenciais de cada pessoa sem deixar de observar seus limites. Não se pode julgar um peixe pela sua habilidade em subir em árvores!

Serviços

Em Coronel Fabriciano os atendimentos ao público autista podem ser encontrados nas seguintes unidades de saúde:

UBS – Unidades Básicas de Saúde.
SERDI – Serviço Especializado de Reabilitação da Deficiência Intelectual e TEA.
CAPSi – Centro de Atenção Psicossocial Infanto Juvenil.
Rua Ephren Macedo, 259, Santa Helena, Coronel Fabriciano, MG. Atendimento a crianças e adolescentes em crise de 0 a de 18 anos de idade.
Telefone: (31) 3406 -7422 / WatsApp: (31)99735-9581.
CASAM – Centro de Atenção Psicossocial – CAPSII
Rua Vale do Tocantins, 51, Morada do Vale, Coronel Fabriciano, MG. Atendimento a pessoas em crise, maiores de 18 anos de idade.
Telefone: (31) 3406-7421 / WatsApp: (31) 99859-7977.

próximo artigoIpatinga produziu mais de 87 mil mudas em três anos e plantio de novas árvores somou 21.512
Artigo seguintePrefeitura de Fabriciano anuncia investimento de R$ 6,6 milhões para obras de infraestrutura, habitação e educação

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here