Estudantes da rede de ensino de Ipatinga conquistam 17 medalhas na Olimpíada Brasileira de Astronomia

Alunos da escola Zélia Duarte. Foto: divulgação

A Prefeitura de Ipatinga, através da Secretaria de Educação (SME), comemora os bons resultados alcançados pelos alunos da rede municipal que se submeteram de forma espontânea às provas da XXIª Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA), realizadas no final do mês de maio. Foram nada menos que 17 medalhas conquistadas pelos estudantes, sendo cinco de ouro, quatro de prata e oito de bronze. O resultado acaba se ser divulgado no site oficial do evento.

Criada há 20 anos pela Sociedade Astronômica Brasileira (SAB), a Olimpíada é um importante referencial de conhecimento, reconhecido pelas mais respeitadas instituições de ensino. Concorrem alunos de escolas públicas e privadas de todo o país.

Entre os alunos da rede municipal de ensino que participaram da OBA, 21 se sobressaíram, sendo 15 do 6º ao 9º ano e mais seis do 4º e 5º ano do Ensino Fundamental, todos classificados com médias acima dos 8 pontos numa prova que totalizava 10 pontos.

Os estudantes-destaques são das seguintes escolas: E. M. Altina Olívia Gonçalves, do bairro Iguaçu; E. M. Paulo Freire, do bairro Parque das Águas; E. M. Deolinda Tavares Lamego, do Bethânia; E. M. Padre Bertollo, do bairro Cidade Nobre; E. M. Padre Cícero, do Bom Retiro, e E. M. Zélia Duarte Passos, do Bethânia.

A secretária de Educação de Ipatinga, Eva Sônia Rodrigues, considera “digno de louvor o desempenho não só dos alunos medalhistas como de todos que obtiveram média acima de 80%”. Ela destaca a participação da Escola Municipal Zélia Duarte Passos, localizada no Bethânia, que conquistou nove das 17 medalhas.

“É um número muito expressivo de medalhas. Acredito que o significativo resultado obtido pelos representantes da cidade se deve especialmente aos incentivos que os educandos vêm recebendo desde o início do ano letivo. No mês de abril, em preparação para a OBA, os alunos fizeram uma visita muito produtiva ao Planetário Itinerante. Esse fato aguçou muito a curiosidade de todos, e como já estavam estudando sobre o assunto, ficaram interessados em participar do Simulado. Hoje, colhemos os bons frutos”, disse a secretária.

Destaque Internacional              

Das cinco medalhas de ouro que os estudantes da rede municipal receberam, uma ganhou o passaporte para participar de uma seletiva para as Olimpíadas Internacionais de Astronomia de 2019.

O privilégio foi da aluna do 9º ano, Eduarda Maressa Viegas Silva, de 14 anos, que é estudante da Escola Municipal Altina Olívia Gonçalves, no bairro Iguaçu. Ela obteve o mais expressivo resultado nos exames da OBA.

A nota de 9,5 deu a ela a oportunidade de representar a cidade de Ipatinga em nível Internacional. Devido ao seu feito, a aluna foi homenageada no mês de agosto em uma cerimônia especial organizada pela Secretaria de Educação de Ipatinga, que contou com a presença do prefeito Nardyello Rocha.

“Não só como prefeito, mas também como ipatinguense, me enchi de orgulho por nosso município quando participei da solenidade de homenagem à aluna Eduarda Maressa. Agora me sinto ainda mais honrado de saber que os alunos da cidade conquistaram 17 medalhas dentro da Olimpíada nacional. O desempenho desses estudantes é fruto da alta dedicação de cada um deles e também do trabalho competente dos nossos educadores”, afirmou o chefe do Executivo.

IDEB

A cidade de Ipatinga vem colhendo bons frutos no que diz respeito à educação. As escolas municipais alcançaram excelentes resultados na última apuração do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB). O indicador reúne os resultados de dois conceitos igualmente importantes para a qualidade da educação: o fluxo escolar e as médias de desempenho nas avaliações.

O IDEB é calculado a partir dos dados sobre aprovação, obtidos no Censo Escolar, e das médias de desempenho nas avaliações do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Foram avaliadas 42 escolas municipais, sendo que 25 atendem alunos na faixa etária de 6 a 10 anos (1º ao 5º ano) e outras 17 onde são matriculados alunos de 11 a 15 anos (6º ao 9º ano).

O melhor desempenho foi alcançado pelo grupo de escolas dos anos iniciais (1º ao 5º ano), onde 24 ficaram acima da média e apenas uma não alcançou a meta. Entre as 17 escolas dos anos finais (6º ao 9º ano), oito delas ficaram acima da média.

Confira os nomes dos medalhistas

ipatinguenses na OBA 2018

Escola Aluno (a) Medalha
E. M. Padre Bertollo Daniela Vila Nova Bronze
E. M Zélia Duarte Carolina Sabino Ouro
E. M Zélia Duarte Alan de Oliveira Ouro
E. M Zélia Duarte João Victor Santos Ouro
E. M Zélia Duarte Aline Christiny Vieira Ouro
E. M Zélia Duarte Arthus Paulo Silva Prata
E. M Zélia Duarte Sarah Luiza Moreira Prata
E. M Zélia Duarte Maria Rita Silva Bronze
E. M Zélia Duarte Karolyne Korina Bronze
E. M Zélia Duarte Mariana Fernandes Bronze
E.M Deolinda Estefany Silva Bronze
E.M Deolinda Luana Santos Bronze
E.M Altina Olívia Emanuel Gomes Prata
E.M Altina Olívia Eduarda Maressa Ouro
E.M Altina Olívia Ian Pedro Bonfim Bronze
E.M Padre Cícero Beatriz Aredes Prata
E.M Padre Cícero Lucas Gonçalves Bronze

 

Fonte: PMI