Estação Memória em Ipatinga abre atividades da 12ª Primavera dos Museus

Abertura Oficial do Evento - Foto: Reprodução/PMI

Exposições de desenhos seguidas de palestras e oficinas de teatro marcam a abertura oficial das atrações em Ipatinga que integram a programação da 12ª Primavera dos Museus. As atividades começaram nesta terça-feira (18), na Estação Memória, no centro, e prosseguem até a próxima sexta-feira (21). As ações são realizadas pelas Secretarias Municipais de Cultura, Esporte e Lazer (Semcel) e de Educação.

O tema escolhido este ano para ser trabalhado é ‘Celebrando a educação em museus’, com o objetivo de fomentar as discussões e inspirar os eventos propostos pelos espaços ou instituições culturais.

No primeiro dia, os alunos do 6º ano da Escola Municipal Levindo Mariano, do bairro Bom Jardim, expuseram diversos desenhos feitos por eles, dos principais patrimônios históricos de Ipatinga.

A estudante Eduarda da Silva, de 11 anos, reproduziu o Parque Ipanema e estava muito orgulhosa em ver o seu trabalho exposto na Estação Memória. “Quis fazer o desenho do Parque Ipanema porque é um dos lugares que mais freqüento em Ipatinga. Começamos a desenvolver essa atividade no início do ano, sendo sempre trabalhada a importância da valorização do patrimônio da cidade”, contou, entusiasmada.

A professora de Ciências Biológicas, Juliana Perpétua Vieira, disse que a ideia de expor os trabalhos sobre os patrimônios históricos de Ipatinga surgiu de uma conversa na escola com as demais educadoras, visando unir e trabalhar com os alunos as questões ambientais em paralelo com o desenvolvimento cultural.

Juliana informou que além de trabalhar a história regional os alunos também reconstituíram, por meio de desenhos, algumas peças doacervo do Museu Nacional, que acabaram sendo destruídas após o incêndio de grande proporção que atingiu o local no início de setembro.

Professora Juliana Perpetua Vieira – Foto: Reprodução/PMI

“Fizemos um apanhando de um assunto atual de extrema relevância, que é o incêndio no Museu Nacional. Mostramos para os alunos a importância de conservar os museus, pois são eles que contam as nossas histórias. Em paralelo, regionalizamos o assunto, uma vez que muitos deles nem sabem da existência da Estação Memória”, detalhou a educadora.

Durante toda a abertura da 12ª Primavera dos Museus, o cantor e escoteiro Juan Gabriel, de 18 anos, morador do bairro Jardim Panorama, abrilhantou o evento com vasto repertório musical.

Foto: Reprodução/PMI

Programação

Nesta quarta-feira (19), de 14h às 17h, acontece na Estação Memória a oficina de Teatro “Museu da Pessoa”, com o professor de Artes Cênicas Thiago Vaz. A “Primavera dos Museus” se encerra na sexta-feira (21), com a palestra “Celebrando a Educação em Museus”, a cargo de Camila Kézia, mestre em História pela Universidade de Ouro Preto (UFOP).

Primavera dos Museus

A temática deste ano é embasada no Caderno da Política Nacional de Educação Museal (PNEM), lançado em junho deste ano. A publicação visa nortear gestores, educadores e interessados na prática da educação museal.

Os museus são espaços plurais, que propiciam vivências diversas e trocas constantes de conhecimentos e experiências e, nesse sentido, a educação permeia em todos os cantos.

O diretor de Cultura da Prefeitura de Ipatinga, Francisco Neto, conta que a ideia é mostrar que o município de Ipatinga tem uma grande bagagem cultural e dispõe de dois museus. “Temos o museu científico, o Parque da Ciência, que fica no Parque Ipanema, e a Estação Memória. A intenção é levar as crianças a estes espaços para que elas se tornem futuras frequentadoras de museus”, disse.

A Estação Memória foi escolhida como sede das programações por se tratar do principal museu da cidade e que abriga documentos importantes sobre a história do município.

Fonte: PMI