“Espetáculos Didáticos” reúnem 2,3 mil estudantes no Teatro do Centro Cultural Usiminas

Em quatro sessões gratuitas para escolas do Vale do Aço, Instituto Usiminas apresentou peças inspiradas na vida e obra dos artistas Tarsila do Amaral e Kandinsky

A plateia do Teatro do Centro Cultural Usiminas ficou em festa com a última temporada de Espetáculos Didáticos de 2022, promovida pela Ação Educativa do Instituto Usiminas, nesta semana (5 e 6/10). Cerca de 2.300 estudantes e educadores de 18 escolas do Vale do Aço que prestigiaram as peças “Vila Tarsila” e “Lúdico”, da Cia. Druw de Dança Contemporânea, de São Paulo. A iniciativa visa ampliar o acesso das comunidades a cultura e educação de qualidade, e conta com patrocínio da Usiminas e realização do Instituto Usiminas, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

A Série Espetáculos Didáticos foi aberta na última quarta-feira (05/10), com duas sessões de “Vila Tarsila”, que remonta a trajetória criativa da artista Tarsila do Amaral, percorrendo suas inspirações e as origens dos elementos que influenciaram sua obra. Na última quinta-feira (06/10), foi a vez da criançada conhecer um pouco sobre a obra do pintor russo Wassily Kandinsky no espetáculo “Lúdico”, que trouxe cores e formas geométricas na criação de uma obra de arte.

Aluno da Escola Municipal Dom Lelis Lara, de Coronel Fabriciano, Daniel Fernandes de Carvalho, de 9 anos, teve a oportunidade de conhecer um teatro pela primeira vez: “Foi muito legal poder assistir essa peça e entender o esforço do artista para ter essa profissão. O que eu mais gostei foi de ver as formas geométricas e suas cores nas obras de arte [referindo-se ao espetáculo Lúdico]. Com certeza eu vou usar para fazer minhas pinturas”, comentou o estudante.

Para Neuza Maria Nunes, coordenadora pedagógica da Escola Municipal Padre Cícero de Castro, de Ipatinga, os Espetáculos Didáticos são uma oportunidade para alunos obterem novas formas de aprendizado, por meio do Teatro. “Quando as crianças saem do espaço escolar, elas conseguem relacionar o quem assistem no Teatro com o que estão aprendendo em sala de aula. Essa experiência é essencial para que elas aprendam a ver o mundo de novas formas e delas cresceram reconhecendo a importância da arte e da cultura”, completou Neuza.

próximo artigoAnvisa autoriza ampliação da validade de vacina da Pfizer
Artigo seguinteEspecialistas destacam segurança da vacinação completa contra pólio