No próximo domingo (20), será celebrado o Dia da Consciência Negra e, para marcar a data, a Comunidade Remanescente Quilombola receberá o público para uma manhã de apresentações culturais e comidas típicas. “É realmente um dia de conscientização sobre a importância do preto na sociedade, do reconhecimento, do valor, da cultura e da luta de pessoas que não se calaram e levantarem a cabeça contra o racismo”, afirmou o gerente de Turismo e Cultura, Tháysler Cruz.

O evento gratuito, que já é tradição na zona rural do Achado de Cima, ocorrerá entre 8h30 e 13h30. No dia também será entregue o título de reconhecimento da comunidade, uma conquista depois de 104 anos de existência. “Ela passa a ter direitos sobre várias políticas públicas, por meio de uma instituição, de um conselho ou até mesmo uma associação”, ressaltou o gerente.

A Comunidade Remanescente Quilombola surgiu após vários refugiados de fazendas das proximidades se instalarem na localidade, uma região com solo fértil e rica em frutas. O evento do próximo domingo surge também como uma oportunidade para conhecer a história e cultura dos moradores locais. “Eu queria deixar o convite a todos os munícipes e pessoas de cidades vizinhas para que pudessem vir prestigiar esse evento, conhecer a comunidade, os líderes e ver o que tem sido feito”, finalizou Tháysler.

Programação

8h30: café da manhã com comidas típicas da comunidade

9h30: apresentações culturais, palestras e entrega do título de reconhecimento da comunidade

12h: almoço com comidas típicas da comunidade

13h30: encerramento

próximo artigoApaixonados por esportes radicais aguardam ansiosos pelo 1º Festival de Paraquedismo dos Vales
Artigo seguinteO Colégio São Francisco Xavier está com inscrições abertas para bolsas de 100% para o ano letivo de 2023.