Desafio + Saúde: funcionários de instituições de ensino participam de “competição” para saúde e qualidade de vida 

Professor Tasso Guerra, coordenador do curso de Educação Física do Unileste

Profissionais de diversas áreas que fazem parte do Grupo UBEC – União Brasileira de Educação Católica participam do Desafio + Saúde, uma atividade criada em formato de competição, para estimular hábitos saudáveis e a qualidade de vida entre os participantes. 

Ao longo de quatro meses, os 220 integrantes das 44 equipes (formadas por cinco pessoas cada uma) precisam adotar medidas para um estilo de vida saudável, que podem ser atividades físicas regulares e alimentação adequada à mudança de práticas do dia a dia, como subir mais escadas no lugar do elevador, ou andar de bicicleta no lugar de usar o carro. Ao final da competição, o time com mais resultados práticos para a saúde dos participantes vence a atividade. 

No primeiro momento, foi feita a pesagem dos grupos e a medição das circunferências para dar início ao desafio. Até o final do projeto, os participantes, assim como os demais colaboradores do Grupo UBEC, receberão dicas e informações sobre bem-estar, para manter uma alimentação saudável, dicas de séries de exercícios que podem ser realizados em casa; dicas para manter uma boa rotina de sono e sobre como armazenar alimentos frescos, além de orientações gerais sobre nutrição, entre outros.  

A cada mês (junho/julho/agosto), as equipes serão convidadas para realização de pesagem para acompanhamento do desempenho no Desafio. Dessa forma, eles poderão acompanhar os próprios resultados e ver o que podem melhorar para potencializar os resultados de forma saudável. A avaliação final será realizada na primeira semana de setembro, para conferir o resultado da disputa. 

O sedentarismo atingia 42% da população brasileira antes da pandemia, segundo dados do IBGE. Esse número aumentou para cerca de 60% após o início da pandemia, ressaltando manifestações físicas como sobrepeso e obesidade, que podem acarretar problemas para a saúde e doenças crônicas, como diabetes e hipertensão.  

“Esse desafio foi pensado para que os funcionários possam adquirir um estilo de vida ativo, com estímulo à prática da atividade física, de modo a alcançarem resultados positivos como a melhoria no humor, na disposição, na aptidão física e resistência. A ideia é promover uma atividade em grupo para que as pessoas possam incentivar umas às outras, de forma lúdica, na busca dessa meta”, explica o professor Tasso Guerra, coordenador do curso de Educação Física do Unileste, em Minas Gerais, um dos idealizadores do desafio.

próximo artigoAtores de “Cinderella, o musical da Broadway” revelam detalhes da superprodução em cartaz em Ipatinga
Artigo seguinteIpatinga dá sequência à revisão do Plano Diretor