Deputado defende criação de Porto Seco no Vale do Aço

imagem ilustrativa

O deputado estadual Celinho Sintrocel , na retomada dos trabalhos legislativos, reuniu-se nesta semana com o Secretário de Infraestrutura e Mobilidade do Estado, Fernando Marcato, e sua equipe, para atualizar informações sobre intervenções do Governo no Vale do Aço, particularmente no eixo de infraestrutura.

Entre diversos assuntos, o deputado destacou a necessidade de implantação de um terminal de cargas na região, dentro do projeto de expansão da malha ferroviária nacional que será financiado pelas antecipações, mas não prevê nenhum investimento no Estado, embora aqui se concentre parte significativa as ferrovias.

Celinho ponderou sobre a necessidade do Governo Estadual entrar com mais vigor no processo de antecipação das concessões ferroviárias para garantir contrapartidas para Minas Gerais. “Minas Gerais não pode continuar sendo cortada por estradas de ferro e não ter nenhum bônus por isso. Alguma contrapartida nós precisamos ter”, enfatizou Celinho. Para o ele, “uma das contrapartidas que melhor atende aos interesses dos mineiros é a instalação de um Porto Seco, no Vale do Aço. Além de fortalecer o parque industrial local, o Porto Seco vai irradiar desenvolvimento em toda a Região.”

O secretário Fernando Marcato cordato com a opinião do deputado apontou que “o Governo Federal tem que ter um olhar sobre as necessidades e o planejamento de Minas Gerais”, e completou, “um terminal de cargas no Vale do Aço é uma iniciativa importante e tem o nosso apoio”. Segundo Celinho, o Distrito Industrial II em Coronel Fabriciano é uma das áreas sugeridas para a instalação do Porto Seco.

Um das questões apontadas foi a importância de uma elaboração mais acabada e de um projeto detalhado sobre o Porto Seco. A sugestão é que a Fundação Dom Cabral, responsável por estudos do Plano Estratégico Ferroviário de Minas Gerais – PEF se incorpore a este projeto.

Na impossibilidade de uma contrapartida na antecipação das concessões, uma alternativa seria a incorporação no Terminal de Cargas entre as obras a serem executadas com recursos oriundos do Acordo firmado entre o Governo do Estado e a Vale S.A.

Para buscar uma alternativa que viabilize a construção do Terminal, o Secretário se comprometeu agendar uma reunião com os responsáveis pelas ferrovias da Vale para discutir o assunto – ampliando a pauta para os horários de trens de passageiros e as intervenções em áreas urbanas, incluindo aí a transposição da linha no acesso ao Aeroporto. O Deputado e o Secretário buscarão garantir a participação de prefeitos, vereadores e entidades da sociedade civil nesta reunião.